ABC - quarta-feira , 19 de junho de 2024

Livro conta e analisa história sobre caça Gripen no ABC

O berço da indústria automobilística do Brasil iniciou um processo na década de 1990 de mudança de sua cadeia industrial e se viu como base para a produção de caças supersônicos. Essa história é o tema do livro “Caça Supersônicos e o ABC Paulista”, da Editora Papagaio, que será lançado nesta sexta-feira (24/05), em evento na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Seus autores apontam que o histórico que foi avaliado pode ser uma inspiração para as mudanças industriais debatidas na região.

As 283 páginas deste livro iniciaram com um artigo do professor titular do Departamento de Sociologia e Docente de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro, José Ricardo Ramalho, que analisou todo o caminho de debate sobre a produção do caça sueco Gripen em território brasileiro e a luta de diversos atores do ABC para que a produção fosse feita em São Bernardo.

Newsletter RD

Ramalho alega que chamou sua atenção os movimentos na região, a partir da década de 1990, com a crise de restruturação da indústria, até então com base forte no setor automobilístico. A tentativa de entrar na área da Defesa e a construção feita por políticos, empresários e o Sindicato dos Metalúrgicos deu início a uma análise mais profunda que é contada por um dos autores.

“Temos que entender que esse livro foi feito 10 anos depois do processo ter se realizado, portanto, teve a intensão de claramente fazer uma recuperação histórica desse processo”, indica Ramalho. Tal cenário é corroborado pelo professor da USCS (Universidade de São Caetano do Sul), coordenador do Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo, Inovação e Conjuntura, e Membro do Inovauscs, Jefferson José da Conceição.

Jefferson e José Ricardo consideram que o livro conta uma história de otimismo sobre o futuro da indústria no ABC (Foto: Reprodução/RDtv)

“O livro olha para trás e foi uma recuperação histórica e analítica. E ele, evidentemente, também olha para frente, porque ele mostra como um projeto teve avanços, teve limitações, teve questões ainda não plenamente resolvidas e que podem se reproduzir em experiências semelhantes. Ele serve como bússola para frente, para outros projetos”, completa.

14 entrevistas foram realizadas com pessoas que estavam envolvidas no processo para a escolha do Gripen, inclusive o ex-prefeito de São Bernardo e atual Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho. Além disso, foram analisadas uma série de matérias da imprensa regional e nacional sobre o tema.

A ideia é entender como a região conseguiu atender as expectativas para a construção do caça, mesmo que não tivesse uma experiência direta com a indústria da Defesa. Outro ponto é analisar os resultados e o que faltou para novos avanços sobre o tema.

Os dois autores consideram que o livro traz um otimismo na região, que ainda sofre com a desindustrialização, e ao mesmo tempo debate como sair da inércia a partir das apostas feitas em outros tipos de indústria como a Defesa, Saúde e a Tecnologia.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes