ABC - domingo , 21 de julho de 2024

Estoque de sangue no ABC é suficiente apenas para os próximos 10 dias

Colsan contabilizou 408 bolsas de sangue coletadas nesta sexta-feira (Foto: Michelle Gordon/Pixabay)

No Dia Mundial do Doador de Sangue (14 de junho) os hospitais do ABC enfrentaram grave dificuldade para lidar com o estoque atual dos hemocentros. Isso porque, de acordo com a Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue), o que tem em estoque é suficiente para manter os equipamentos de saúde somente para os próximos 10 dias.

Nesta sexta-feira (14), foram coletadas 408 bolsas de sangue na região, número considerado alto na comparação com os outros dias, que chega em média a 300 doadores contabilizados.

Newsletter RD

As coletas foram realizadas em quatro pontos espalhados: Mauá (Centro de Referência Saúde da Mulher, Criança e Adolescente), Santo André (Hospital Estadual Mário Covas), São Bernardo (Hemocentro Regional) e São Caetano (Núcleo Municipal de Hemoterapia).

Segundo Solange Rios, gerente administrativa da Colsan, explica que para além deste dia, é importante que a população se mobilize para realizar a doação de sangue, uma vez que a demanda nos hospitais é crescente. “Mesmo com as doações nesta sexta, ainda estamos com estoque muito baixo, para no máximo dez dias. Nossa campanha foi positiva, mas é um trabalho de formiguinha e que deve acontecer todos os dias”, afirma.

Entre as principais necessidades para os estoques de sangue estão as tipagens RH negativo (A, B, AB e O) e RH positivo (O).

Ainda de acordo com Solange, as coletas são realizadas diariamente com objetivo de suprir as demandas imediatas dos hospitais do ABC. “Coletamos hoje para transfundir amanhã”, diz. Segundo ela, o resultado desta sexta-feira pode segurar os estoques por mais dois ou três dias.

Por que doar sangue?

Doar sangue é um gesto simples que pode ter um impacto imenso na vida de muitas pessoas. É um ato que salva vidas e contribui significativamente para a saúde pública e a solidariedade comunitária. Aqui estão algumas razões pelas quais deve-se considerar a doação de sangue:

Salvar vidas: Uma única doação de sangue pode salvar até três vidas. Pacientes em situações críticas, como acidentes, cirurgias, tratamentos de câncer, e complicações no parto, frequentemente necessitam de transfusões de sangue.

Emergências e desastres: Em casos de desastres naturais, acidentes graves ou crises médicas, a necessidade de sangue pode aumentar drasticamente. Doações regulares garantem que os bancos de sangue estejam preparados para essas emergências.

Tratamentos médicos: Muitos pacientes com doenças crônicas, como anemias severas e distúrbios hematológicos, dependem de transfusões regulares de sangue para sobreviver e manter uma qualidade de vida aceitável.

Manter estoques adequados: Os componentes do sangue têm uma vida útil limitada. As plaquetas, por exemplo, duram apenas cinco dias. Portanto, doações regulares são necessárias para garantir que os hospitais tenham sangue disponível sempre que necessário.

Solidariedade e comunidade: Doar sangue é um ato de altruísmo que fortalece o senso de comunidade e solidariedade. Saber que você está ajudando pessoas necessitadas pode proporcionar uma grande sensação de realização pessoal.

Aumentar a conscientização: A doação de sangue pode ajudar a aumentar a conscientização sobre a necessidade contínua de sangue, incentivando outras pessoas a se tornarem doadoras regulares.

Quem pode doar?

Para doar sangue, é necessário atender a certos critérios de elegibilidade para garantir a segurança tanto do doador quanto do receptor. Confira;

Idade: Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização).

Peso: É necessário ter pelo menos 50 kg. Este requisito ajuda a garantir que o doador tenha volume de sangue suficiente para doar com segurança.

Saúde geral: O doador deve estar em boa saúde geral. Pessoas com certas condições médicas, como anemia, doenças cardíacas, ou infecciosas, podem ser impedidas de doar.

Intervalos entre doações: Para doação de sangue total, o intervalo mínimo é geralmente de 8 semanas (56 dias) para homens e 12 semanas (84 dias) para mulheres. Para doação de plaquetas ou plasma, o intervalo pode ser menor, dependendo das diretrizes locais.

Principais impedimentos temporários

  • Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
  • Gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
  • Tatuagem, maquiagem definitiva e micropigmentação.
  • Piercing ou brinco: se feitos em local sem mucosa, com material descartável e em estabelecimento apropriado, o prazo é de 6 meses; caso contrário, o prazo é de 12 meses (locais com mucosa, consultar o site da fundação Pró Sangue).
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 6 meses.
  • Qualquer procedimento endoscópico (endoscopia digestiva alta, colonoscopia, rinoscopia etc.): aguardar 6 meses.
  • Extração dentária (verificar uso de medicação) ou tratamento de canal (verificar medicação): por 7 dias.
  • Cirurgia odontológica com anestesia geral: por 4 semanas.
  • Acupuntura: com material descartável/agulha própria, aguardar 24 horas; em procedimento não seguro, aguardar 6 meses; se realizada com laser ou sementes: apto.
  • Vacina contra gripe: por 48 horas.
  • Vacina contra covid-19: 7 dias.
  • Vacina contra dengue: 4 semanas.
  • Viagem ao exterior para os Estados Unidos ou regiões com surto de Febre Amarela impede a doação por 30 dias, após o retorno. Europa: quem morou na Europa após 1980, verificar aptidão pelo Alô Pró-Sangue (11) 4573-7800
  • Doenças: herpes labial ou genital, malária e febre amarela.
  • Covid-19:
  • Candidatos que apresentaram diagnóstico ou suspeita de covid-19 estão aptos a doar 1 semana após a cura.
  • Candidatos assintomáticos com teste positivo estão aptos a doar após 10 dias da data de realização do teste.
  • Candidatos que tiveram contato com casos positivos de contaminação por coronavírus estão aptos a doar após 7 dias do último contato.
  • Candidatos que fizeram isolamento voluntário ou por orientação médica estão aptos a doar após o término do tempo de indicação de isolamento.
  • Profissionais de saúde estão aptos a doar, desde que estejam fazendo uso correto de EPI.
  • Dengue: Não hemorrágica: apto a doar 4 semanas após a cura. Hemorrágica: apto a doar 6 meses após a recuperação completa.

Principais impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 11 anos de idade.
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.
  • Doença de Parkinson.
  • Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva. Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva. Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente. Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

Pontos de coletas Colsan

Hospital Estadual Mário Covas – Santo André

Rua Dr. Henrique Calderazzo, 321
Tels: 2829-5162 / 2829-5144
Segunda a sábado das 7h30 às 15h (exceto feriado)
O atendimento é limitado a 180 candidatos aos sábados.

Hemocentro Regional – São Bernardo

Rua Pedro Jacobucci, 440 – Jardim das Américas
São Bernardo – SP -Tel: 4332-3900
Segunda a sábado das 8h às 15h30 (exceto feriados)

Núcleo Regional de Hemoterapia Dr. Aguinaldo Quaresma – São Caetano

Rua Peri, 361 – Oswaldo Cruz
Tel: 4227-1083
Segunda a sábado das 8h às 12h (exceto feriados)

Posto de Coleta Mauá

Centro de Referência Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Rua Luiz Lacava, 229 – Mauá – tel (11) 2564-1200
Segunda a sábado das 8h às 12h30 (exceto feriados)

Para mais informações sobre locais e horário para doações, visite: www.colsan.org.br ou baixe o app Colsan, para agendar sua doação. Caso haja mais dúvidas, você também pode visitar o site da Fundação Pró Sangue, acesse: prosangue.sp.gov

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes