Procon orienta sobre reduflação em alimentos e produtos de higiene

Com o crescimento da inflação, o Procon ( Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) alerta para o uso da reduflação por parte de fornecedores de produtos alimentícios e higiênicos. Em entrevista ao RDtv, a diretora do Procon de Santo André, Doroti Cavalini, explica que a prática se resume em oferecer um produto pelo preço comum do mercado, mas em menor quantidade dentro da embalagem. “Apesar de não ser algo ilegal, é necessário que as empresas deixem em evidência no produto esta diminuição na quantia”, explica. Em relações aos casos onde não está explicito no produto a redução, Doroti informa que é necessário realizar denúncia via Procon.

Em relações aos casos onde não está explicito no produto a redução, Doroti informa que é necessário realizar denúncia via Procon

“Ao fazer a denúncia, será feita uma fiscalização e autuação da empresa, sendo obrigada a pagar uma multa que pode chegar a 10 milhões de reais”, expõe. Doroti expressa ainda que, grandes empresas já foram notificadas pelo IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), mas que, ao invés de efetivar uma denúncia no Procon, os consumidores reclamam pela internet. “Fazendo a denúncia, podemos realizar a fiscalização e, com isso, autuar o fornecedor responsável”, afirma.

Planos de Saúde

Doroti orienta que, por conta dos reajuste anual nos contratos de planos de saúde, os consumidores devem procurar o Procon e assim, notificar a empresa e pedir uma justificativa para o grande aumento no preço dos contratos. “Não existe um percentual máximo de reajuste mas, precisamos questionar e notificar a instituição para verificarmos se esta adição não é abusiva”, ressalta.

Atendimentos no 1º semestre

Ao ser questionada sobre o número de atendimentos do Procon Santo André em 2022, Doroti afirma que já foram atendidas mais de 7500, com ênfase nas reclamações referentes a Enel, seguidas de reclamações sobre a Sabesp e companhias de telefone. “Estamos realizando um trabalho, onde nos reunimos com funcionários da ouvidoria da Enel, para que eles presenciem e participar destes auxílios ao consumidor “, diz a diretora.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99237-9717 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários