Citação a bandidos em imagem é alvo de ação

O deputado estadual Danilo Balas (PL-SP) pediu que o Ministério Público de São Paulo investigue o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) por intolerância religiosa.

O pedido como base uma publicação feita pelo MTST nas redes sociais na Sexta-feira Santa. Na postagem, Jesus Cristo aparece crucificado enquanto um soldado romano diz: “bandido bom é bandido morto”.

Newsletter RD

Com as críticas, o movimento disse que “faltou interpretação” sobre a publicação e usou a passagem bíblica de Lucas, capítulo 23, que fala sobre a crucificação, para se justificar. Na representação enviada ao MP, o deputado afirma que a publicação “buscava chocar o público cristão e escarnecer sua fé´”. No pedido, o partido fala em “incitação ao preconceito contra os cristãos”.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes