ABC - quinta-feira , 18 de julho de 2024

Acidente com cavalos soltos na Bandeirantes mata secretário e fere prefeito do interior de SP

Um acidente com cavalos soltos na pista causou a morte do secretário-adjunto de Desenvolvimento de Nova Odessa, Eduardo Mota, na noite desta segunda-feira, 26, na Rodovia dos Bandeirantes. O prefeito da cidade, Cláudio Schooder, o Leitinho (PSD), que viajava com ele, ficou ferido e está internado, mas fora de perigo. Ao menos quatro cavalos morreram no acidente que envolveu também um segundo automóvel e dois caminhões. A Polícia Civil apura as responsabilidades pelo acidente.

De acordo com a Polícia Rodoviária estadual, o acidente aconteceu por volta de 21h15, no km 109 da rodovia, sentido interior, na altura de Hortolândia. Naquele momento havia oito cavalos na pista, segundo a corporação. O carro oficial, um Toyota Corolla, que era dirigido pelo secretário adjunto atingiu em cheio um dos cavalos.

Newsletter RD

As vítimas retornavam do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Equipes de socorro foram acionadas, mas Mota não resistiu e morreu de parada cardiorrespiratória. O prefeito foi socorrido e levado para o Hospital Estadual de Sumaré.

A prefeitura de Nova Odessa decretou luto oficial de três dias. “É com imenso pesar que informamos a perda do empresário, pai de família e secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico e Social de Nova Odessa, Eduardo Luís da Silva Mota, 68 anos, grande amigo pessoal do prefeito de Nova Odessa, Cláudio Schooder”, disse, em nota.

Nesta terça-feira, 26, ainda no hospital, o prefeito gravou um vídeo falando sobre o acidente e lamentando a perda do amigo e colaborador.

“Minha saúde está bem, graças a Deus, não tem nada, apenas cinco pontos aqui não mão. O acidente foi terrível, feio. Ontem perdi um grande amigo, mais que um amigo, um irmão”, disse.

Ele contou que Mota foi buscá-lo no aeroporto e faziam a viagem de volta para Nova Odessa conversando, de forma descontraída. “Um cavalo, não sei de onde apareceu esse cavalo, acabou tirando a vida do meu amigo.”

O prefeito contou que tinham feito uma parada para jantar “uma sopa” e retomaram a viagem quando aconteceu o acidente. “Provavelmente alguém deixou a porteira aberta e os cavalos saíram. Não foi só esse, tinha outro cavalo morto ali na frente. E quando eu pedia socorro para o Mota, passou outro cavalo correndo”, contou.

O corpo de Eduardo Mota começou a ser velado às 13 horas, no Paço Municipal de Nova Odessa. O sepultamento estava previsto para às 17 horas no Cemitério Municipal.

No decreto de luto oficial, o secretário-adjunto é lembrado pela sua contribuição para o desenvolvimento da cidade com programas empresariais e sociais. “Deixa sua contribuição para a história política e social e um legado de amor e companheirismo”, diz a nota.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou em nota que a perícia foi acionada e o caso foi registrado como homicídio e atropelamento na Delegacia de Hortolândia. A investigação do caso está a cargo do 2.o Distrito Policial de Hortolândia.

A concessionária CCR Autoban informou que equipes com viaturas de inspeção e atendimento pré-hospitalar atuaram durante o atendimento e constataram o óbito de um dos ocupantes do automóvel envolvido no acidente.

A concessionária afirmou que monitora continuamente as pistas através do sistema de câmeras e mantém programas de conscientização dos moradores vizinhos às rodovias sobre os cuidados com os animais.

Segundo a empresa, nossa legislação prevê que a responsabilidade sobre a guarda e ocorrências envolvendo animais é do proprietário.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes