ABC - domingo , 14 de julho de 2024

Prefeituras se preparam para fortes temporais no fim de semana

Prefeituras intensificaram podas para evitar mais quedas de árvores como aconteceu no dia 3/11. Santo André, por exemplo antecipou seu plano Chuvas de Verão. (Foto: Divulgação)

A Defesa Civil do Estado lançou um alerta nesta quinta-feira (16/11) sobre a previsão de fortes temporais em toda a região metropolitana, resultado do calor e de uma frente fria que se aproxima. Estão previstas chuvas com volume de 100mm e ventos de até 100 quilômetros por hora, podendo repetir o caos elétrico que começou com um vendaval em 3/11 que derrubou centenas de árvores na rede da Enel. As prefeituras já se preparam, mas a concessionária de energia não respondeu como será seu esquema de plantão especial para enfrentar o fenômeno climático.

A prefeitura de São Caetano informo que está preparada para atender necessidades de socorro. A cidade não respondeu o tamanho da equipe que estará de plantão no final de semana, mas diz que há um grupo especialmente criado para situações emergenciais. “Existe um Comitê de Crises, criado em 2018, para gerenciar possíveis problemas e caso haja necessidade de local, o comitê está apto a colocá-lo à disposição de desabrigados”, diz o palácio da Cerâmica em nota.

Newsletter RD

A prefeitura sancaetanense diz ainda que a cidade não tem áreas de risco mapeadas para deslizamentos de terra, apenas áreas de risco para alagamentos. “Desde março de 2023, a prefeitura conta com um sistema de sirenes e alertas de chuvas, investimento de cerca de R$ 400 mil para oito câmeras, nove sirenes e 14 postes com infraestrutura, com conectividade com a rede de fibra ótica”. Para se precaver de novo apagão o Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental) disse que agilizou a limpeza e a poda de árvores.

São Bernardo deixará de plantão todas as secretarias e departamentos que tenham atuação direta no combate aos impactos das chuvas. “Neste período, a Defesa Civil de São Bernardo estará com todo o efetivo em regime de plantão. A administração já disponibiliza abrigos e refúgios utilizados na Operação Pé D’água, força-tarefa que promove ações diversas no período de fortes chuvas, desde o monitoramento pluviométrico, mutirões preventivos nas áreas mais vulneráveis, além de plano de resposta para situações de emergência e eventuais incidentes. Equipamentos públicos podem ser utilizados para atendimento à população em caso de ocorrência de eventos adversos, com fornecimento de itens de primeira necessidade aos atingidos”, disse a prefeitura ao RD.

Em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Regional e parceria com a Universidade Federal do ABC foi atualizado o plano Municipal Para Redução de Riscos de São Bernardo que tem 126 setores classificados como de risco. A cidade também está se precavendo de novo caos elétrico. “Em relação às podas, os serviços foram intensificados desde o dia 3 de novembro, com equipes trabalhando inclusive aos finais de semana e feriados”.

Precaução

Enquanto a maioria dos municípios consideram emergência a precipitação de 100mmm, em Mauá com 50mm os planos de contingência já são acionados. “Desde 29 de outubro está em vigor a Operação Chuvas de Verão 2023/2024, onde as ações preventivas para evitar acidentes são intensificadas e as equipes de atendimento redobram a atenção para possíveis ocorrências. Inclusive, a cidade de Mauá, foi a primeira da região, a realizar um simulado de evacuação de área por risco geológico. O exercício foi realizado em 29 de outubro deste ano. O plano preventivo respeita quatro escalas: observação, atenção, alerta e alerta máximo. Os critérios determinados para o município são mais exigentes devido à complexidade das áreas de risco em Mauá. Enquanto a maioria das cidades trabalha com 100 mm de chuvas em 72 horas, o município considera 50mm para entrar em estado de atenção. Isso dá mais condições para se antecipar para agir com rapidez e prevenir acidentes graves”, explica a administração.

Diadema é outra cidade que desde 3/11 intensificou os trabalhos de poda de árvores, com o objetivo de evitar novos blecautes. “A Secretaria de Meio Ambiente realiza o trabalho constante de podas preventivas de árvores na cidade, mas o serviço se intensificou desde os temporais 3 de novembro”, informa o paço diademense.

As equipes da Defesa Civil de Diadema também estarão de plantão. “Serão quatro plantonistas na base da Defesa Civil e outros seis agentes em regime de sobreaviso. Em caso de desabrigados, a primeira orientação é a procura por casas de familiares ou amigos, mas se houver necessidade, o acolhimento é organizado pelas Secretarias de Assistência Social e Cidadania e de Habitação e Desenvolvimento Urbano”, diz a prefeitura, a cidade tem seis pontos considerados áreas de risco para alagamentos e dez classificadas como R4 que significa risco muito alto para deslizamentos.

Antecipação

A prefeitura de Santo André antecipou em 15 dias o início da operação Chuvas de Verão, por conta dos eventos climáticos extremos dos últimos dias. “A Prefeitura de Santo André decidiu antecipar o início da Operação Chuvas de Verão, que normalmente começa em 1° de dezembro, mas neste ano começou duas semanas antes, nesta quinta-feira (16). O prefeito Paulo Serra (PSDB) destacou sua preocupação. “A previsão não é boa, principalmente com relação aos ventos de mais de 100km/h. Nesse contexto, a atuação das nossas equipes ganha ainda relevância, com pessoal qualificado, dedicado e munido de ferramentas tecnológicas”, afirmou.

Como parte da estratégia de levar informação ao munícipe, a prefeitura de Santo André usou as redes sociais para falar da previsão de temporais. Quem se cadastrar no site da Defesa Civil (portais.santoandre.sp.gov.br/defesacivil) vai receber via SMS ou WhatsApp os alertas. “O portal conta com mais de 40 câmeras em pontos estratégicos para que os munícipes vejam em tempo real as condições de vias. As redes sociais da prefeitura também agem como meio de comunicação para alertar sobre temperatura e outros tipos de situações relacionadas”, explica nota enviada pela prefeitura.

O Consórcio Intermunicipal divulgou também uma nota sobre as previsões de tempo para o fim de semana. “O Grupo de Trabalho Gestão de Riscos do Consórcio Intermunicipal reforça o alerta meteorológico feito pela Defesa Civil estadual na tarde desta quinta-feira (16/11). A previsão é que as rajadas de vento sejam registradas especialmente entre a tarde de sábado e o domingo. A recomendação do GT Gestão de Riscos é para que haja atenção às áreas mais vulneráveis, pois haverá risco de deslizamentos, desabamentos, alagamentos, enchentes e outras ocorrências na região”, diz a nota.

Ainda em relação ao Consórcio do ABC, na última semana ficou definido pela entidade regional que a Enel teria cinco dias corridos para explicar seus planos de manutenção, de investimento e de contenção em casos de urgência para a região. O prazo venceu e a concessionária pediu mais 30 dias para responder. O RD questionou a empresa sobre qual seria seu plano diante dos temporais previstos para o fim de semana, mas até o fechamento desta matéria a empresa não respondeu.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes