PSL perde 88,85% dos filiados no ABC em 11 meses

União Brasil (fusão entre DEM e PSL) nasce com atuais 5.283 filiados na soma das legendas (Foto: Reprodução)

Levantamento feito pelo RD no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aponta que entre outubro do ano passado, mês anterior as eleições municipais, e setembro deste ano o PSL foi o partido que mais perdeu filiados na região. No total são 88,85% a menos de militantes na legenda que está em processo de unificação com o DEM. No mesmo período o PSOL teve o maior crescimento percentual no ABC.

O PSL perdeu 4.801 filiados no ABC nos últimos 11 meses, caindo de 5.403 para 602. As maiores perdas percentuais ocorreram em São Caetano (-94,77%), São Bernardo (-91,31%) e Ribeirão Pires (-91,14%). A menor queda foi em Rio Grande da Serra (-78,44%).

Somando com os números do DEM no mesmo período, o futuro União Brasil teria 4.877 pessoas a menos, saindo de 10.360 para 5.483. A titulo de comparação apenas cinco partidos na região contam com mais de 10 mil militantes em suas fileiras: PT (46.157); MDB (27.520); PSDB (16.331); PTB (14.618); e o PDT (11.341).

Outro partido que teve uma queda acentuada foi o Novo. Em 11 meses a legenda viu o cancelamento de 149 filiações, caindo de 847 para 698 (-17,59%). A maior redução percentual ocorreu em São Caetano com -22,7% (de 233 para 188). Nas últimas semanas o diretório municipal viu uma série de saídas por divergências internas, entre elas, a da dupla que formou a chapa para a disputa do comando do Palácio da Cerâmica, Mario Bohm e Andréa Giugliani. Mas diferente do PSL, o Novo consegui um resultado positivo com o leve aumento de filiados em Rio Grande da Serra (dois para três).

Outros 22 partidos perderam filiados no período, mas as quedas giraram entre 0,17% e 2,67%. Na região a queda do número de filiados foi de 2,64%, saindo dos 205.875 de outubro de 2020 para 200.427 do mês passado.

Resultado positivo

Nove partidos apresentaram alta no número de filiados durante o período pesquisado. A maior alta foi do PSOL que viu o número de militantes subir 41,18% no ABC, saindo dos 3.152 e alcançando os 4.450. Ainda em seu início, a Unidade Popular (UP) teve quatro filiações a mais, o que aumentou seu número de filiados em 18% (22 para 26). As demais legendas subiram entre 0,18% a 3,13%

Confira abaixo a lista completa dos partidos e o número de filiados na região:

PARTIDOS

OUTUBRO/20

SETEMBRO/21

DIF

%

AVANTE

2464

2470

6

0,24%

CIDADANIA

4619

4594

-25

-0,54%

DC

5327

5246

-81

-1,52%

DEM

4957

4881

-76

-1,53%

MDB

28276

27520

-756

-2,67%

NOVO

847

698

-149

-17,59%

PATRIOTA

4969

4910

-59

-1,18%

PCB

176

173

-3

-1,70%

PCdoB

4935

4852

-83

-1,68%

PCO

90

91

1

1,11%

PDT

11474

11341

-133

-1,59%

PL

7180

7030

-150

-2,08%

PMB

1093

1095

2

0,18%

PMN

2836

2799

-37

-1,30%

PODEMOS

3557

3502

-55

-1,54%

PP

5039

4959

-80

-1,58%

PROS

1164

1153

-11

-0,94%

PRTB

1857

1829

-28

-1,50%

PSB

7708

7775

67

0,86%

PSC

3326

3268

-58

-1,74%

PSD

2222

2200

-22

-0,99%

PSDB

16515

16331

-184

-1,11%

PSL

5403

602

-4801

-88,85%

PSOL

3152

4450

1298

41,18%

PSTU

244

243

-1

-0,40%

PT

46240

46157

-83

-0,17%

PTB

14874

14618

-256

-1,72%

PTC

1293

1289

-4

-0,30%

PV

5518

5594

76

1,37%

REDE

322

319

-3

-0,93%

REPUBLICANOS

4413

4531

118

2,67%

SOLIDARIEDADE

3763

3881

118

3,13%

UP

22

26

4

18,18%

TOTAL

205875

200427

-5448

-2,64%

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

 

Comentários