Golpe do leilão leva vítimas até o pátio de veículos de Santo André

O golpe do falso leilão de veículos fez mais vítimas na região do ABC nesta semana. Várias pessoas foram até o pátio de recolhimento de veículos de Santo André, na avenida Dom Jorge Marcos de Oliveira, na Vila Guiomar, e somente ao chegarem lá é que perceberam que tinham caído em um golpe, alguns até já tinham depositado quantias na conta dos golpistas para assegurar o bem que imaginavam terem arrematado em um leilão. A prefeitura de Santo André não realizou nenhum leilão e as vítimas do golpe foram parar na delegacia para registrar o crime.

As vítimas caíram no golpe do leilão, sendo atraídos por veículos apresentados em fotos, porém em site fraudulento, que copia imagens, logomarcas inclusive marcas do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) para convencer os incautos. O site é o www.sendaileiloes.com/br. A própria ausência do “.br” no endereço do site já é um indicativo de que se trata de um golpe, pois, em geral, as quadrilhas têm o site registrado em outro país, justamente para dificultar o rastreamento. O Detran, do Paraná e Santa Catarina fez uma lista com 50 sites de falsos leilões, todos, exceto um, terminavam o endereço eletrônico em “.com“. Para tentar ludibriar e dar aparência de credibilidade alguns golpistas usam o recurso do “.com/br“.

Newsletter RD

A diretora do Procon de Santo André, Doroti Cavalini, disse que os golpes de leilão são extremamente comuns e durante a pandemia fizeram mais vítimas. “As pessoas estão mais em casa e usando mais a internet e esses anúncios de carros com preços muito abaixo da média atraem. A primeira coisa é ficar atento com vantagens muito grandes, é preciso desconfiar sempre da oferta. Pesquisar o leiloeiro, ver se ele existe se tem cadastro e um endereço oficial”, indica.

Outra recomendação é nunca fazer qualquer depósito sem antes visitar o lote a ser leiloado. “Durante a pandemia as pessoas se acostumaram a fazer tudo online, se o leiloeiro for sério ele vai transmitir o leilão ao vivo pela internet. Outra observação importante é verificar se o endereço eletrônico começa com “https” e se conta com o símbolo do cadeado, que pode ajudar a aferir se é um site seguro”, indica a diretora do Procon. “Procurar o cadastro do leiloeiro na Junta Comercial ou usar um computador com um bom antivírus pode ajudar a identificar se é um site suspeito”, completa.

Depois de tomar todos os cuidados em relação ao site, a segunda providência a ser adotada é visitar o pátio e nunca fazer depósitos adiantados. Os leiloeiros recebem o valor à vista, não há quantia adiantada para garantir tal lote. “Se pedirem para depositar qualquer valor, principalmente se for em conta com nome de pessoa física, é outra indicação de golpe. Os leilões são atraentes e os golpistas envolvem a vítima”, conclui Doroti Cavalini.

O site do falso leiloeiro aponta como endereço da sua sede o pátio da prefeitura de Santo André na Vila Guiomar e ainda usa logomarcas do Tribunal de Justiça de São Paulo, um selo apontando como site seguro além das fotos de dezenas de veículos apontados como recuperados de seguradoras.

Compartilhar nas redes