Após pedir exoneração, Cicote recua sobre permanência de secretária de Saúde

Em entrevista coletiva no Parlamento, Cicote admitiu o bate-boca com Ana Paula

Um dia após ser denunciado por injúria em boletim de ocorrência pela secretária de Saúde de Santo André, Ana Paula Peña Dias, e pedir a sua exoneração do governo na tribuna em sessão de quinta-feira (24/08) na Câmara dos Vereadores, o presidente do Legislativo, Almir Cicote (PSB), reconsiderou a postura nesta sexta-feira. Desta vez, o parlamentar afirmou que não tem ingerência sobre o primeiro escalão para pedir afastamento da responsável pela Pasta.

Em entrevista coletiva no Parlamento, Cicote admitiu o bate-boca com Ana Paula, durante a manifestação de aproximadamente 40 pessoas ligadas ao PT, na reunião com vereadores da base aliada na sala de comissões. O protesto, liderado pelo parlamentar oposicionista Willians Bezerra (PT), ocorreu devido ao fechamento das sete unidades de saúde na cidade, por meio do programa de modernização do setor, denominado QualiSaúde, motivo da visita da secretária.

“Não posso ter o direito de cobrar o prefeito de exonerar um secretário. Mas cabe ao secretário perceber a sua atuação e como pode contribuir e a Ana Paula poderia contribuir para diminuir os conflitos em vez de amplificá-los. (Sobre ela se desligar do cargo) Cabe a ela decidir se isso é necessário ou não”, amenizou o chefe do Legislativo à imprensa.

A fala do vereador é diferente da adotada na sessão um dia antes, ainda sob os ânimos exaltados com a secretária. Horas antes, a manifestação do lado de fora da sala de comissões causou o mal-estar entre a responsável pela Pasta da Saúde e o presidente do Parlamento sobre a segurança interna da Casa. Por um lado, Cicote teria dito que Ana Paula era fraca ao cargo que ocupava, que por sua vez retrucou dizendo que o parlamentar era fraco como chefe do Legislativo.

“Se a secretaria tiver o mínimo de visão com relação ao seu comportamento, ela mesmo deveria pedir para sair. (…) Você (Ana Paula) tem que vir aqui nesta Casa e respeitar os vereadores, coisa que você não fez. Arrogante, totalmente descompensada, não conseguiu sequer dar resposta satisfatória a perguntas mínimas (dos parlamentares). Por favor, secretária, ajude a nossa cidade e entregue sua cadeira”, solicitou na tribuna durante a sessão.

Na coletiva, Cicote novamente negou as ofensas verbais descritas por Ana Paula no boletim de ocorrência registrado no 4º Distrito Policial, na região central. Segundo descrição da secretaria, o vereador disse ao vice-prefeito e secretário municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Luiz Zacarias (PTB), a frase “Hoje vou f*** essa filha da p*** na tribuna”, durante o tumulto no Legislativo.

Ana Paula ainda citou, na denúncia de injúria, Willians como incitador da “algazarra”, que foi xingada por palavras de baixo calão e agredida com puxões de cabelo e chutes quando se dirigia ao carro no estacionamento da Casa. “Dentro da Câmara Municipal, não houve nenhuma agressão verbal e física. Lá fora, esse grupo de manifestantes foi atrás da secretária, mas não sei se houve agressão”, afirmou Cicote.

Pressão interna

Publicação do PSB de Santo André no Facebook

Devido à repercussão em torno de Ana Paula, Cicote passou a ser alvo de pressão dentro do PSB. A primeira ação saiu de um ofício assinado pela secretária estadual de Mulheres do diretório estadual, Deolídia Benages, na qual pediu afastamento do vereador nos quadros do partido e a abertura de investigação ao presidente municipal da legenda, Donay Neto. Em seguida, o dirigente se pronunciou nas redes sociais lamentando o episódio e assegurando a apuração interna.

Cicote, por sua vez, não demonstrou preocupação com retaliação interna no PSB. “Todos dentro do partido conhecem a minha história e sabem do meu caráter. As pessoas que estão fora desse ambiente, embora seja equivocado, podem ser conduzidos a erros por não estarem presente aqui na cidade. Conversei com um representante da (direção) estadual e disse para ficar tranquilo, pois sabem do meu comportamento e sabem do ambiente do Legislativo”, minimizou.

Reaproximação

No dia seguinte ao tumulto no Legislativo, Cicote trocou mensagens via celular com o prefeito Paulo Serra (PSDB) a respeito do incidente e recebeu telefonemas de outros integrantes da gestão tucana. A ação do governo agora é tentar restabelecer uma relação de proximidade entre o Executivo e o chefe do Legislativo. Entretanto, segundo interlocutores do Paço, Ana Paula ainda se mostrava abalada pelo ocorrido na quinta-feira.

Conversa

Ana Paula após incidente na Câmara.

Nesta sexta-feira, Willians se reuniu com o articulador político do governo e superintendente de Unidade de Assuntos Institucionais e Comunitários Carlos Bianchin, também presente durante a passagem da secretária na Câmara dos Vereadores. Os dois passaram suas visões sobre a confusão no Legislativo e o petista refutou que cometera injúria contra a secretária.

Ao RD, o oposicionista confirmou a conversa e assegurou não ter nada pessoalmente contra Ana Paula, que inclusive pediu a ela, em abril, a implantação do Centro de Oncologia em Santo André, por meio de parceria com o Instituto do Câncer Doutor Arnaldo, localizado em São Paulo.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários