Receba nossa newsletter [fechar]

Preencha os campos abaixo para receber diariamente nossas notícias exclusivas.

Nome:

E-mail:



Feira Literária de São Bernardo será bienal


sexta-feira, 12 de agosto de 2011 21:55 [1 Comentário(s)]
Enviar para um amigo Imprimir


 

Natália Fernandjes
Foto: Marciel Peres

Durante visita a Feira Literária Infantojuvenil de São Bernardo nesta sexta-feira (12/08), o prefeito Luiz Marinho revelou que encaminhará projeto de lei à Câmara de Vereadores para que o evento seja realizado a cada dois anos. Com investimento de R$ 6 milhões, sendo R$ 3 milhões na aquisição de 200 mil livros para a rede municipal, o espaço recebeu 80 mil alunos das escolas do município em 10 dias.

Para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a expectativa é realizar revolução cultural no ABC com o incentivo à leitura. “Esse evento é importante para melhorar a leitura das pessoas e irradiar essa cultura pela região”, acredita. Lula foi convidado, junto com o ministro da Educação, Fernando Haddad, para ler um exemplar para as crianças. Lula passou por uma espécie de corredor polonês ao chegar no Pavilhão Vera Cruz. Como de costume, quebrou o protocolo ao tirar foto com a maioria dos presentes

Lula optou pelo livro Obax, do escritor André Neves, editora Brinque Book. O exemplar de 34 páginas conta as aventuras da garota que dá nome ao livro, em meio à Savana da África. Antes de iniciar a leitura, o ex-presidente tratou de esclarecer para as crianças presentes o que significa Savana - comparou com o Serrado brasileiro - e explicou ainda que a árvore típica daquela região é o baobá. “Confesso que nunca havia ficado tão nervoso. Tive até que ensaiar para fazer essa leitura”, disse. Durante os 10 minutos de leitura, Lula parecia um professor. Ligado nas "etiquetas" da fala em público, protagonizou a oralidade pausadamente, caminhando e focando os olhos na direção de todos os presentes.

Já o ministro Haddad optou pela mensagem do escritor Marcelo Xavier, Asa de Papel, que incentiva as crianças a lerem para descobrir o mundo. Depois da leitura, Haddad foi questionado por um dos alunos se havia estudado em escola pública ou particular. “Entrei na escola particular aos sete anos, mas era outra época. Hoje podemos dizer que o ensino público está melhorando”, comentou.

Cada escola de ensino municipal de São Bernardo recebeu R$ 40 por aluno matriculado para compra de livros e abastecimento de sua biblioteca. Todos os dias, 100 ônibus circularam pela cidade levando os alunos e professores ao evento. Cada uma das oito mil crianças que passou pelo local diariamente teve direito de escolher um livro.

A feira literária, realizada no Pavilhão Vera Cruz, segue até este domingo (14), com visitação aberta das 10h às 21h. O espaço reúne cerca de 70 editoras, espaços para lançamentos de livros, biblioteca para bebês, crianças, jovens e educadores, além de área reservada para os ilustradores e auditório. Os ingressos custam R$ 2 (meia entrada para estudantes e maiores de 65 anos).

A programação da Felit pode ser conferida no endereço eletrônico www.educacao.saobernardo.sp.gov.br/index.php/feiraliteraria.



Compartilhe:
 

Comentários 

  • cristiane 13/8/2011 11:22:23 foi um horror, crianças passando mal, desmaiando, não se podia ficar nos estandes para ver os livros, alunos com fome, e a historia de criança escolher o livro foi uma grande mentira. nada de escolher, os professores tinham que pegar o livro disponível. espero que isso não aconteça mais. bienal nem pensar .
First 1 Last 

Nome:

E-mail:

Comentário:

Código segurança:

< Voltar

Publicidade