ABC - quarta-feira , 24 de julho de 2024

Número de mulheres filiadas no ABC reduz 1,47% em quatro anos

Definição das candidaturas femininas só será realizada nas convenções, entre o final de julho e início de agosto. 30% das chapas para vereador precisam ser formadas por um gênero (Foto: André Baldini/PMD)

No ABC, 1.467 mulheres deixaram suas filiações partidárias nos últimos quatro anos. Segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), entre março de 2020 e março de 2024, o número de filiadas caiu 1,47%, saindo de 99.536 para 98.069. Santo André foi a única cidade que teve alta na participação feminina nos partidos.

As andreenses seguem como aquelas que mais participam da vida partidária da cidade. Em março o número chegou 22.629, uma alta de 450 filiações. Mauá foi a cidade que mais perdeu mulheres nas fileiras das legendas, 836, caindo para 21.080. Em Diadema a redução foi de 471 nomes (ficando com 18.682).

Newsletter RD

Em Ribeirão Pires a queda foi de 355 mulheres (ficando com 5.711), São Bernardo teve queda de 206 filiações (ficando com 18.507). Rio Grande da Serra teve queda de 37 filiações (ficando com 2.669) e São Caetano teve queda de 12 filiações (ficando com 8.791).

Partidos

Levando em conta a diferença percentual, a Rede Sustentabilidade teve o maior aumento da região com 224,32%, saindo das 74 filiadas e chegando às 240. O PSOL apresentou o segundo maior aumento percentual e o maior aumento de mulheres filiadas na região, subindo 96,17%, saindo das 1.515 e alcançando 2.972 mulheres. Em terceiro ficou o PCO, com uma alta de 58,82%. Também cresceram dois dígitos o PRTB (31,52%) e o PSD (18,72%).

A maior queda percentual foi do Partido Novo com -37,4%, perdendo 95 filiações. Em segundo, e bem próximo, aparece o União Brasil. Resultado da fusão entre Democratas e PSL, a legenda perdeu 37,27% de filiadas no ABC. Em terceiro aparece o PSTU com uma queda de 6,79%.

Os dados da Justiça Eleitoral não apontam mulheres filiadas na Unidade Popular em março de 2020, mas o partido alcançou 209 mulheres na região nestes últimos quatro anos.

O levantamento feito pelo RD ainda não contempla os dados da janela eleitoral. As regras deste ano permitiram que pessoas que querem concorrer nas eleições de outubro fossem filiadas até 6 de abril.

Fusão partidária

Além do União Brasil outra legenda que passou por fusão, mas não conseguiu aumentar o número de mulheres filiadas foi o PRD. Resultado da junção do PTB com o Patriota, a legenda perdeu 4,66% de filiadas em quatro anos.

O mesmo não aconteceu com outros dois partidos. O Solidariedade (que teve sua fusão com o PROS) teve aumento de 5,35% no número de filiadas. O Podemos (que se uniu ao PSC) apresentou uma leve alta de 1,75%.

Confira os números completos na região:

FILIADAS/MULHERES

ABC/20 ABC/24 DIF

%

REDE SUSTENTABILIDADE

74 240 166 224,32%
PSOL 1.515 2.972 1.457

96,17%

PCO

34 54 20 58,82%
PRTB 774 1.018 244

31,52%

PSD

940 1.116 176 18,72%
REPUBLICANOS 2.331 2.536 205

8,79%

AVANTE

1.038 1.112 74 7,12%
PMB 550 588 38

6,90%

AGIR

567 599 32 5,64%
SOLIDARIEDADE 2.373 2.500 127

5,35%

PODEMOS

3.076 3.130 54 1,75%
CIDADANIA 2.178 2.213 35

1,60%

PSB

3.779 3.822 43 1,13%
PL 3.513 3.534 21

0,59%

PCB

74 73 -1 -1,35%
PP 2.376 2.340 -36

-1,51%

PT

22.078 21.716 -362 -1,63%
PDT 5.668 5.511 -157

-2,76%

PSDB

8.157 7.840 -317 -3,88%
MOBILIZA 1.436 1.374 -62

-4,31%

PRD

10.038 9.570 -468 -4,66%
PCDOB 2.322 2.194 -128

-5,51%

MDB

14.877 13.971 -906 -6,08%
DC 2.833 2.654 -179

-6,31%

PV

2.626 2.449 -177 -6,74%
PSTU 103 96 -7

-6,79%

UNIÃO BRASIL

3.952 2.479 -1.473 -37,27%
NOVO 254 159 -95

-37,40%

UNIDADE POPULAR

0 209 209  
ABC 99.536 98.069 -1.467

-1,47%

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

 

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes