Maurício Mindrisz é eleito presidente da FUABC

Maurício Mindrizs, em destaque, assumirá em janeiro de 2012 / Foto: Divulgação

Engenheiro químico formado pela FEI e pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, além de pesquisador do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), o andreense Mauricio Mindrisz foi eleito nesta quinta-feira (24) para presidir a Fundação do ABC no biênio 2012-2013.

Mindrisz atua já há dois anos na FUABC como vice-presidente e membro co-gestor da Faculdade de Medicina do ABC, mantida pela Fundação, que também administra 12 hospitais públicos entre Grande ABC e Litoral paulista.

Com perfil administrador predominantemente moldado na esfera pública, Mauricio Mindrisz vai administrar orçamento previsto em R$ 1,1 bilhão no próximo ano e quadro próximo de 12 mil funcionários. “A nota máxima 5 obtida pela Faculdade de Medicina do ABC no ENADE sem dúvida demonstra nosso prestígio e abre portas para nos fazer crescer em educação e assistência. Sabemos que a maior queixa do brasileiro é a saúde e nosso desafio é melhorar cada vez mais os serviços da rede pública”, afirmou logo após a votação pelo Conselho de Curadores da FUABC.

A curadoria é integrada por 21 membros representantes da comunidade acadêmica, das três prefeituras instituidoras (Santo André, São Bernardo e São Caetano), além das respectivas Câmaras Municipais e Conselhos Municipais de Saúde, professores, alunos e funcionários.

Mindrisz também coloca como desafio aproximar a Fundação do ABC do Consórcio Intermunicipal de Prefeitos, instância onde as sete cidades discutem bandeiras comuns como saúde, educação, transportes, institucionalidade, economia regional, políticas públicas de criança e adolescentes, entre outros.

“Podemos negociar a participação da Fundação no fórum dos secretários de saúde”, projeta. “É preciso um trabalho conjunto entre as esferas (municipal e estadual)”, sustenta.

Segundo ele não deve haver concorrência entre as instituições, mas sinergia. Diadema e Ribeirão Pires, as duas únicas cidades da região que não têm parceria com a FUABC (tiveram no passado), serão alvos para a retomada do diálogo.

O vice-Presidente eleito, Dr. Marco Antonio Espósito, elogiou a valorização da Fundação do ABC pelas três prefeituras instituidoras, uma integração que pode ser medida pelo rodízio promovido no comando da instituição. Dentro da gestão tripartite da FUABC, as prefeituras de Santo André, São Bernardo e São Caetano se revezam a cada dois anos.

Mauricio Mindrisz representará São Bernardo no próximo biênio, Marco Espósito é indicação de São Caetano e o atual Secretário de Saúde de Santo André, Dr. Antonio de Giovanni, responderá pelo município como Secretário-Geral da FUABC. Este cargo não é eletivo como presidente e vice. Ele é indicado pelo eleito, no caso Mindrisz, de forma consensual com os envolvidos.

Aos 58 anos, Mauricio Mindrisz atuou na região sobretudo na Prefeitura de Santo André, onde, entre outras funções, foi diretor do Departamento de Informações ao Planejamento, assessor de Gabinete responsável pelo planejamento estratégico de governo, Superintendente do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental) e secretário de Orçamento e Planejamento Participativo. Em 2009 assumiu a função de Secretário Adjunto de Coordenação Governamental de São Bernardo.

Mindrisz assume a Presidência da FUABC dia 19 de janeiro em cerimônia no campus da Faculdade de Medicina do ABC marcada para às 19h30.

Fundação

A Fundação é mantenedora de equipamentos de saúde da região como o AME (Ambulatório Médico de Especialidade) de Santo André, hospital da Mulher (Santo André), Hospital estadual Mário Covas (Santo André), Hospital Nardini (Mauá), Hospitais Municipais integrados de São Caetano, Hospital Municipal Universitário (São Bernardo) e o Hospital de Ensino Padre Anchieta (São Bernardo). Em breve, a FUABC será a responsável pelo AME que deverá ser inaugurado até o fim do ano em Mauá.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários