Com repasses federais em queda, ABC investe R$ 1,8 bi no combate à covid-19

Período de menor investimento ocorre com a queda de internações e o processo maior de vacinação (Foto: Angelo Baima/PSA)

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), por intermédio do Painel Covid-19, divulgou o levantamento dos investimentos do combate à pandemia em relação a junho. Na soma dos dados divulgados desde o ano passado, prefeituras e os governos estadual e federal investiram R$ 1,8 bilhão. Porém, os dados apontam queda dos repasses da União se comparado o primeiro semestre deste ano com os oito meses do ano passado. O valor médio repassado mensalmente caiu 74,65%.

Entre maio e dezembro de 2020, período em que começou o levantamento dos dados junto aos municípios, a média de repasses federais era de R$ 66 milhões para as sete cidades. No primeiro semestre de 2021 a média de repasses caiu para R$ 16,7 milhões mensais. No ano passado foram repassados R$ 528,3 milhões e neste ano foram repassados R$ 100,4 milhões. No total a União disponibilizou ao ABC R$ 628,7 milhões.

REPASSES FEDERAIS

05/20 A 12/20

1º SEM/21

TOTAL

DIADEMA

R$ 85.772.791,64

R$ 7.884.777,30

R$ 93.657.568,94

MAUÁ

R$ 38.276.010,73

R$ 6.582.890,92

R$ 44.858.901,65

RIBEIRÃO PIRES

R$ 13.349.897,48

R$ 2.235.962,78

R$ 15.585.860,26

RIO GRANDE DA SERRA

R$ 3.860.524,24

R$ 187.604,45

R$ 4.048.128,69

SANTO ANDRÉ

R$ 145.262.933,91

R$ 29.061.895,71

R$ 174.324.829,62

SÃO BERNARDO

R$ 202.871.800,69

R$ 40.470.048,28

R$ 243.341.848,97

SÃO CAETANO

R$ 38.929.368,34

R$ 13.992.922,33

R$ 52.922.290,67

ABC

R$ 528.323.327,03

R$ 100.416.101,77

R$ 628.739.428,80

Sobre os repasses estaduais houve uma leve alta na média mensal de 5,18%. No ano passado foram R$ 8,1 milhões repassados mensalmente e neste ano o montante subiu para R$ 8,5 milhões. No total o governo do Estado já repassou aos municípios, segundo o TCE-SP, R$ 116,4 milhões, sendo R$ 65 milhões no ano passado e R$ 51,3 milhões neste ano. O que chama a atenção é que Rio Grande da Serra não recebeu valores do Estado neste ano, diferente do que ocorreu no ano passado, quando foi repassado R$ 1,1 milhão.

REPASSES ESTADUAIS

05/20 A 12/20

1º SEM/21

TOTAL

DIADEMA

R$ 6.005.304,50

R$ 3.431.528,48

R$ 9.436.832,98

MAUÁ

R$ 5.671.980,00

R$ 3.523.302,00

R$ 9.195.282,00

RIBEIRÃO PIRES

R$ 1.558.843,88

R$ 1.627.750,00

R$ 3.186.593,88

RIO GRANDE DA SERRA

R$ 1.198.081,24

R$ 0,00

R$ 1.198.081,24

SANTO ANDRÉ

R$ 10.875.736,62

R$ 11.128.822,67

R$ 22.004.559,29

SÃO BERNARDO

R$ 36.103.997,61

R$ 25.633.979,71

R$ 61.737.977,32

SÃO CAETANO

R$ 3.672.247,00

R$ 5.998.581,14

R$ 9.670.828,14

ABC

R$ 65.086.190,85

R$ 51.343.964,00

R$ 116.430.154,85

Em relação aos municípios, até o momento foi investido R$ 1,1 bilhão dos cofres públicos, valor próximo à expectativa de arrecadação de São Caetano para 2021 (R$ 1,2 bilhão para a Administração Direta). Nos seis primeiros meses deste ano foram investidos R$ 445,7 milhões. Nos dois últimos quadrimestres do ano passado foram investidos R$ 665,2 milhões. A única Prefeitura que investiu mais neste ano do que no ano passado foi Santo André. Em 2020 foram R$ 123,7 milhões e em 2021 foram R$ 125,1 milhões. A maior queda aconteceu em Rio Grande da Serra que no ano passado investiu R$ 4,1 milhões e neste ano foram registrados apenas R$ 21,8 mil.

PREFEITURAS

05/20 A 12/20

1º SEM/21

TOTAL

DIADEMA

R$ 106.033.513,85

R$ 28.764.119,65

R$ 134.797.633,50

MAUÁ

R$ 41.379.196,82

R$ 31.496.130,01

R$ 72.875.326,83

RIBEIRÃO PIRES

R$ 11.336.663,71

R$ 6.346.404,11

R$ 17.683.067,82

RIO GRANDE DA SERRA

R$ 4.124.713,59

R$ 21.898,11

R$ 4.146.611,70

SANTO ANDRÉ

R$ 123.794.957,53

R$ 125.143.808,70

R$ 248.938.766,23

SÃO BERNARDO

R$ 249.958.933,47

R$ 170.351.498,74

R$ 420.310.432,21

SÃO CAETANO

R$ 128.612.142,40

R$ 83.661.982,73

R$ 212.274.125,13

ABC

R$ 665.240.121,37

R$ 445.785.842,05

R$ 1.111.025.963,42

 

Comentários