Repasse de ICMS para o ABC tem leve alta em 2017

Números finais sobre 2017 só serão fechados no próximo ano (Foto: Banco de Dados)

Após um ano difícil como 2016, o ABC apresenta pequena recuperação em relação ao recebimento de repasses de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do Governo do Estado. Segundo números disponibilizados pela Secretaria Estadual da Fazenda, o valor transferido para os sete municípios aumentou em 0,86% quando comparado os dez primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Até outubro foram repassados R$ 1,949 bilhão, cerca de R$ 16,8 milhões a mais que nos primeiros dez meses de 2016. O número positivo aparece após o momento negativo em relação ao ano passado, onde o valor foi 2,2% menor do que o mesmo período de 2015, ou seja, uma queda de R$ 43,4 milhões.

Tal melhora também é vista quando a análise dos números de cada município. Enquanto em 2016 quatro cidades apresentaram resultados negativos (São Bernardo, São Caetano, Diadema e Rio Grande da Serra), nos dez primeiros meses deste ano, apenas São Bernardo teve repasses menores do que em comparação com o recebido até outubro do ano passado.

São Bernardo recebeu até outubro de 2016 cerca de R$ 794,2 milhões em repasses do Estado e neste ano o valor chegou na casa dos R$ 765,3 milhões. Mauá foi a que teve o maior aumento no repasse, de R$ 217,4 milhões para R$ 239,7 milhões. Em relação as demais cidades, percentualmente o maior aumento foi de Ribeirão Pires (6,99%), seguido de Rio Grande da Serra (6%), Santo André (2,9%), São Caetano (2,04%) e Diadema com 1,09%.

Comentários