ABC - domingo , 21 de julho de 2024

Número de inadimplentes no ABC cresce 2,53% em maio

O número de inadimplentes residentes na região do ABC cresceu 2,53% em maio de 2024, em relação a maio de 2023. O dado ficou acima da média da região Sudeste (0,15%) e acima da média nacional (‐0,04%). Na passagem de abril para maio, o número de devedores do ABC caiu ‐0,25%. Na região Sudeste, na mesma base de comparação, a variação foi de ‐0,59%.

A abertura por faixa etária do devedor mostra que o número de devedores com participação mais expressiva no ABC em maio foi o da faixa de 30 a 39 anos (25,07%). A participação dos devedores por sexo segue bem distribuída, sendo 50,40% mulheres e 49,60% homens.

Newsletter RD

Em maio de 2024, cada consumidor negativado da região devia, em média, R$ 5.431,72 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 25,78% dos consumidores da região tinham dívidas de valor de até R$ 500, percentual que chega a 38,08% quando se fala de dívidas de até R$ 1.000.

O tempo médio de atraso dos devedores negativados residentes na região do ABC é igual a 26,5 meses, sendo que 40,04% dos devedores possuem tempo de inadimplência de 1 a 3 anos.

Evolução do número de dívidas
Em maio de 2024, o número de dívidas em atraso de moradores da região do ABC cresceu 4,23%, em relação a maio de 2023. O dado ficou acima da média da região Sudeste (1,02%) e acima da média nacional (0,76%). Na passagem de abril para maio, o número de dívidas do ABC cresceu 0,05%. Na região Sudeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de ‐0,28%.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes