ABC - terça-feira , 18 de junho de 2024

Números de homicídio crescem em Mauá, Ribeirão Pires e São Caetano

Morte por arma de fogo cresceram em três cidades. (Foto: Banco de Imagens)

Os números da Secretaria de Segurança Pública referentes ao mês de abril, divulgados nesta segunda-feira (27/05), mostram que, apesar da na região os índices de criminalidade terem caído, em Mauá, Ribeirão Pires e São Caetano, o número de assassinatos aumentou, se comparado com o primeiro quadrimestre deste ano com o mesmo período do ano passado.

Nas sete cidades foram registradas 46 mortes violentas de janeiro a abril deste ano, segundo os números oficiais da polícia. No ano passado foram registrados 53 homicídios, ou seja, esse tipo de crime teve uma redução de 13,2% no comparativo entre os dois períodos. Isoladamente Mauá teve aumento de 33,3% no assassinatos, que passaram de 9 para 12 ocorrências. Ribeirão Pires que não teve nenhum assassinato no ano passado neste ano teve três.

Newsletter RD

São Caetano dobrou o numero de homicídios; dois casos nos primeiros quatro meses deste ano e um no mesmo período de 2023. O número de mortes na cidade computadas na estatística da SSP já é igual ao total de mortes ocorridas em todo o ano passado.

Quadros marcados em vermelho marcam tipos de crime que cresceram neste ano.

São Caetano também viu aumentar o número de casos de furto. Com 607 boletins de ocorrência deste tipo de crime registrados de janeiro a abril do ano passado e 661 no mesmo período deste ano, a alta foi de 8,9%. São Bernardo teve um aumento de 37,9% nos furtos. Foram 1.734 casos contra 2.401, comparando os números dos primeiros quadrimestres de 2023 e 2024. Os roubos aumentaram sensível mente em Ribeirão Pires. Os quatro meses deste ano tiveram dois casos a mais do que o mesmo período de 2023.

Os casos de estupro caíram em quase toda a região, com exceção de Mauá. Lá a alta foi de 14,3% passando dos 28 casos registrados de janeiro a abril do ano passado para 32 neste ano.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes