França: Macron classifica ataque que matou cidadão alemão em Paris como ‘terrorista’

O presidente da França, Emmanuel Macron, usou as redes sociais para condenar o que chamou de “ataque terrorista”, que deixou uma pessoa morta e mais duas feridas em Paris, no sábado (2). “Envio todas as minhas condolências à família e aos entes queridos do cidadão alemão que morreu esta noite durante o ataque terrorista em Paris e penso com emoção nas pessoas atualmente feridas e sob cuidados”, escreveu Macron.

Ainda ontem, a polícia parisiense prendeu o homem que atacou as vítimas com uma faca e um martelo, afirmou o ministro do Interior da França. Segundo a Associated Press, o suspeito é um cidadão francês de 25 anos que passou quatro anos preso por planejar um ataque, deixando o isolamento em 2020. Após a prisão, ele expressou revolta com a morte de muçulmanos, especialmente no Afeganistão e nos territórios palestinos, e afirmou que a França era cúmplice, disse o ministro do Interior francês, Gerald Darmanin, segundo a AP. No ataque de sábado, o agressor teria gritado “Allahu Akbar” (Deus é grande), acrescentou Darmanin.

Newsletter RD

(Com informações da Associated Press)

Compartilhar nas redes