Multa para Edu Gaspar sair da CBF é de R$ 8 milhões, revela Caboclo

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, revelou nesta quinta-feira que a multa rescisória para Edu Gaspar deixar a entidade é de R$ 8 milhões. O coordenador de seleções tem proposta para sair da CBF e ir para o Arsenal, da Inglaterra, e vai anunciar a sua decisão após a Copa América.

“A multa é de R$ 8 milhões, mas não vou atrapalhar a carreira de ninguém. Se ele quiser sair, não vou cobrar”, disse Caboclo durante evento da Conmebol, em São Paulo.

Ainda de acordo com o dirigente, todos os profissionais da CBF têm multa rescisória. Ele citou, por exemplo, o caso de Sylvinho, ex-auxiliar de Tite e técnico da seleção brasileira sub-23, que deixou a entidade para treinar o Lyon. Sylvinho foi levado ao clube francês por indicação de Juninho Pernambucano, novo diretor esportivo do Lyon.

Edu Gaspar está na CBF desde junho de 2016 e seu contrato vai até a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Ele foi contratado pelo ex-presidente Marco Polo Del Nero e chegou à seleção brasileira junto com Tite após as demissões de Dunga e Gilmar Rinaldi.

No Arsenal, Edu Gaspar tem bom trânsito e é bastante respeitado. Ele jogou no clube londrino entre 2001 e 2005. Oficialmente, Edu Gaspar insiste que está com foco na Copa América e que qualquer decisão só será tomada depois do torneio.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários