Aérea de azul e Correios deve ter aval do Cade

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deve aprovar nesta quarta-feira, 13, a criação de uma empresa de logística da parceria entre Azul e Correios. Segundo o Broadcast, sevriço de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou, o aval deve ser dado mesmo depois de as concorrentes TAM e Avianca terem apresentado recursos questionando o negócio. O entendimento do órgão antitruste é que não existem problemas concorrenciais relevantes para barrar a operação.

A nova companhia terá 50,01% da Azul e 49,99% dos Correios. Ontem, a Avianca apresentou uma petição pedindo ao Cade as mesmas restrições que foram impostas aos Correios em outro processo, no mês passado. Na ocasião, a estatal assinou um acordo com o Cade para encerrar uma investigação em que era acusada de adotar medidas anticompetitivas. Pelo acordo, os Correios terão de pagar R$ 21,9 milhões.

Na investigação, os Correios eram suspeitos de impedir outras empresas de prestar serviços que nem mesmo a estatal oferece, como recebimento de quantias, coleta de assinaturas e atividades atuariais. A Avianca quer que essa proibição seja estendida à nova empresa.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários