John Neschling vai reger estreia italiana de ‘Lo Schiavo’, de Carlos Gomes

O maestro John Neschling vai reger a estreia italiana da ópera Lo Schiavo, de Carlos Gomes, em fevereiro. A produção, anunciada no final de dezembro pelo Teatro Lírico de Cagliari, seria comandada por Luiz Fernando Malheiro, que no entanto cancelou sua participação após assumir, na semana passada, o posto de diretor musical do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Com direção de Davide Garattini Raimondi, Lo Schiavo foi anunciado como uma coprodução entre o Teatro de Cagliari e o Festival Amazonas de Ópera, realizado em Manaus, do qual Malheiro é o diretor artístico, e a expectativa é de que ela seja encenada na edição deste ano do evento. No elenco está o barítono brasileiro Rodolfo Giuliani, que interpretará o protagonista Iberê em quatro das nove récitas previstas entre os dias 22 de fevereiro e 3 de março.

Escrita nos anos 1880, Lo Schiavo baseou-se em um libreto do Visconde de Taunay, tendo um escravo de origem africana, Iberê, como protagonista. A princípio, a obra seria estreada no Rio de Janeiro, mas o compositor resolveu levá-la para a Itália, alterando o texto e fazendo do protagonista um índio, imaginando reproduzir o sucesso de O Guarani.

Com a mudança, Taunay, envolvido com o movimento pela abolição dos escravos, pediu que seu nome fosse retirado da obra. Os desentendimentos, no entanto, não acabariam aí: brigas entre Gomes e o poeta responsável pela adaptação do libreto para o italiano levaram a uma batalha judicial que resultou na proibição da apresentação de Lo Schiavo na Itália.

Comentários