Filho do assessor militar de Trump é demitido após divulgar boatos sobre Hillary

Hillary sofreu acusações (Foto: Banco de Dados)
Hillary sofreu acusações (Foto: Banco de Dados)

Michael Flynn Jr., filho do general reformado Michael Flynn, perdeu seu emprego na equipe de transição de governo dos Estados Unidos. Flynn Jr. foi demitido após republicar mensagens no Twitter que diziam que o restaurante Comet Ping Pong em Washington estava no centro de uma rede de tráfico sexual ligada à ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Um homem armado foi preso na tarde de domingo, após disparar no local e dizer a autoridades que tinha ido ao restaurante libertar crianças em risco após ter lido sobre o lugar na internet. Após o episódio, Flynn Jr. desafiou a imprensa a provar que a teoria conspiratória que envolvia Hillary, conhecida como “Pizzagate”, era falsa. Ele ainda republicou mensagens segundo as quais a imprensa estaria tentando acobertar histórias sobre pedofilia em geral.

O general Michael Flynn foi apontado para ser assessor de segurança nacional do governo Trump. O filho dele, de 33 anos, ajudava o pai na agenda e em questões administrativas, mas perdeu o posto. A CNN informou que tanto o pai quanto o filho tinham e-mails oficiais do governo, o que indicava que ambos possuíam posições formais na equipe de transição de poder. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários