Guto Volpi e ex-secretários deixam PV, de olho em 2016

Guto Volpi foi secretário de Juventude, Esporte e Lazer de Ribeirão Pires.

Secretário durante a gestão do pai, Clóvis Volpi, em Ribeirão Pires, Guto Volpi deixou o PV rumo ao PTB. O movimento não foi solitário. Ele saiu do Partido Verde junto com outros ex-secretários.

A saída em massa do PV faz parte das articulações em torno da eleição municipal de 2016. Guto trabalha para ser candidato a prefeito no ano que vem, para tirar Saulo Benevides (PMDB) da cadeira que o peemedebista herdou de Clóvis Volpi.

“O PV nessa eleição do ano passado acabou tendo uma aproximação com o governo Saulo do qual nós não concordamos. Até porque a cidade está precisando de uma renovação e não do que a gente está encontrando hoje como gestão pública”, justifica Guto Volpi, que foi secretário de Juventude, Esporte e Lazer de Ribeirão Pires, em entrevista ao RDTv.

Saíram do Partido Verde junto com Guto os ex-secretários Vera Guazelli, Eduardo Pacheco e Rosi de Marco. E a debandada não vai parar por aí. “Mais vinte pessoas devem deixar o partido também. Vamos buscar um novo caminho político para ir de encontro a essa oposição para a eleição do ano que vem”, afirma o filho do ex-prefeito de Ribeirão Pires.

Nem todos os dissidentes do PV irão para o PTB, como fará Guto Volpi. Parte seguirá rumo ao PR, partido que deve indicar o candidato a vice da oposição em Ribeirão Pires em 2016. “Vamos erguer a cidade novamente. A autoestima de Ribeirão caiu muito”, afirma.

Quanto ao futuro de Clóvis Volpi, ainda não há definição. Mas há uma tendência de que o pai de Guto se lance candidato a prefeito em Mauá no ano que vem.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários