Salles diz que PT não sabe lidar com aliados

Raimundo Salles já se apresenta como pré-candidato a prefeito na sucessão de 2016.

Presidente do PDT de Santo André, Raimundo Salles diz que deixou a secretaria de Cultura do governo Carlos Grana (PT) porque os petistas não sabem lidar com os aliados e, por isso, ele teria sido alvo de boicote.

“O orçamento foi reduzido de forma que percebi que queriam me encostar no governo. Eu fiquei 22 meses na secretaria, mas consegui trabalhar mesmo 11 meses. Depois disso, eles não permitiram que o trabalho seguisse”, destacou durante entrevista ao RDtv.

Além da questão estrutural da pasta, Salles destaca que o posicionamento político e eleitoral também influenciou na decisão. “Eu não votei no Padilha e não vou votar na Dilma. Vou apoiar o Aécio. Então não tinha coerência eu seguir”, observou, lembrando que pediu demissão ao prefeito havia um mês, mas Carlos Grana “me pediu para ficar até depois do primeiro turno”.

Salles já se apresenta como pré-candidato a prefeito na sucessão de 2016 e diz que quem quer ser candidato precisa coragem e enfrentamento. “É preciso fazer um debate pra valer e colocar a cara na rua. Eu serei um candidato pra valer”, pontua.  

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários