ABC terá três centros de iniciação esportiva para Copa e Olimpíada

Aldo percorreu quatro cidades: Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema.

A região caminha a passos largos para ser subsede da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016, ambas serão protagonizadas no Brasil. Pelo menos essa foi a expectativa criada nesta segunda (14) com o anúncio feito pelo ministro dos Esportes Aldo Rebelo. Ele percorreu quatro cidades: Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema.

Ele anunciou a construção de três centros de iniciação esportiva. Um será em Santo André, outro em São Bernardo e o terceiro em Diadema. O espaço terá quadra com medidas oficiais, mini pista de atletismo, e equipamentos para a prática de ginástica, boxe, esgrima, entre outros. “Tudo isso está integrado ao esporte de alto rendimento. Mas oferece oportunidade ao esporte integrado com a família, com a terceira idade, com as crianças, ou seja, o esporte para todos”, disse.

“O ABC é uma região formadora de atletas de rendimento. Queremos que o ABC acolha os atletas que participarão das duas maiores competições do planeta”, emendou o ministro.

Os recursos para a construção dos centros chegarão às prefeituras até o final deste ano. Ao todo, o ministério conta com R$ 800 milhões para a construção de 250 centros.

São Caetano

Além disso, o ministro assinou convênio com São Caetano para a liberação de R$ 6 milhões para a construção das instalações do Centro de Treinamento de Seleções (CTS) no Estádio Municipal Anacleto Campanella.

Com a verba liberada pelo governo federal, São Caetano adequará o local ao padrão exigido pela Fifa para o treinamento das seleções que disputarão o mundial. Na prática, a cidade dá um grande passo na disputa para ser uma das quatro subsedes paulistas da Copa. Entre as melhorias previstas estão a reforma dos três vestiários (das equipes e da arbitragem), e a criação de uma nova sala de imprensa, da zona mista, de uma sala de fisioterapia e de área para o aquecimento muscular dos jogadores, em gramado sintético.

Paulo Pinheiro ressaltou que São Caetano fará todo o esforço necessário para abrigar uma seleção. Dirigentes italianos já visitaram a cidade para conhecer as instalações. A possibilidade de acolher a tetracampeã mundial foi um dos temas discutidos em reunião com o cônsul geral da Itália em São Paulo, Mauro Marsili, em setembro.

Para um público formado por dirigentes, técnicos e atletas de diversas modalidades que defendem as cores da cidade no Brasil e no mundo, como a saltadora Fabiana Murer, o prefeito enalteceu o legado das intervenções no Anacleto Campanella, que servirão tanto a atletas de alto rendimento como a amadores. “Queremos que São Caetano volte a ser a capital nacional do esporte.”

A linha foi seguida por Aldo Rebelo. “Esta obra, se ainda não garante São Caetano como subsede da Copa, cria condições favoráveis para que isso ocorra, tornando muito mais provável a hospedagem de uma seleção na cidade”, avaliou. “De qualquer forma todas estas benfeitorias serão um legado ao povo da cidade.” As próprias delegações definirão onde farão a aclimatação e os treinamentos.

Everaldo Coelho elogiou a união de esforços entre Prefeitura e governo federal para que a cidade seja inserida na rota da Copa do Mundo. “Em 15 anos como superintendente regional da Caixa nunca vi o empenho de São Caetano em conquistar investimentos como agora. Esta articulação é fundamental para o desenvolvimento do município.”

O secretário municipal de Esporte e Turismo, Gilmar Tadeu Ribeiro Alves, projetou os ganhos para a cidade caso São Caetano seja escolhida subsede. “Receber uma delegação para aclimatação e treinamentos trará visibilidade mundial e fará girar a nossa economia”, frisou. “Que este espírito de união entre nós, a Caixa e o Ministério se multiplique para a edificação do Centro de Treinamento de Seleções”, desejou a secretária de Obras e Habitação, Elda Martinez.

As intervenções serão iniciadas após a finalização do processo de contratação da construtora, o que deverá ocorrer até dezembro. Outros requisitos que precisam ser preenchidos pelas candidatas a hospedar as seleções são ter hotel, no mínimo, três estrelas, e proximidade com aeroportos. Este também é trunfo de São Caetano, a cidade da região mais próxima dos aeroportos de Congonhas, na Capital, e de Cumbica, em Guarulhos, além da Arena Corinthians, palco das partidas em São Paulo.

Mais 15 municípios do Estado concorrem às quatro vagas para hospedar as seleções. Na Região Metropolitana, que deverá receber ao menos uma delegação, também estão no páreo São Paulo, Barueri, Mogi das Cruzes e São Bernardo do Campo. Os Estados Unidos manifestaram interesse em se acomodar nesta região.

Outros investimentos

Aldo Rebelo aproveitou o ato de assinatura do convênio para a construção do CTS no Anacleto Campanella para reiterar o compromisso do Ministério em viabilizar outros investimentos importantes em São Caetano.

Os principais deles são as construções de um centro de excelência de ginástica artística, na Avenida Presidente Kennedy (orçado em R$ 8 milhões) e de um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), no Bairro Prosperidade (cerca de R$ 2 milhões). “Já temos verba reservada para isso”, garantiu o ministro. A previsão é de que as obras sejam iniciadas em 2014.

Ao término da cerimônia, Paulo Pinheiro presenteou Aldo Rebelo com uma camisa oficial da AD São Caetano. 

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários