Bolsonaro: governadores e prefeitos precisam ter humildade em recuar de medidas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ao chegar no Palácio da Alvorada nesta quinta-feira, 16, que alguns governadores e prefeitos precisam ter humildade em recuar de medidas restritivas impostas por conta da pandemia da covid-19. O presidente é contra o isolamento total de pessoas e ao fechamento de comércios, lojas e shoppings. Ele afirmou que é preciso “enfrentar o vírus e sair de casa”.

Questionado sobre a relação com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), o presidente citou que já havia o encontrado no sábado, 11, durante visita a um hospital de campanha em Águas Lindas (GO).

“Nem no momento mais ácido das suas críticas eu respondi”, disse o presidente. Na visita ao hospital, Bolsonaro foi criticado por causar aglomeração ao cumprimentar populares. “Sou do grupo de risco, a vida é minha e tenho de estar do lado do povo”, afirmou.

Bolsonaro citou ainda ter dado um “abraço” no governador, que foi o responsável pela indicação de Luiz Henrique Mandetta ao cargo de ministro da Saúde. A demissão de Mandetta foi anunciada pelo presidente na tarde desta quinta, 16,.

O chefe do Executivo disse ainda ter dado o aval para o ministro da Economia, Paulo Guedes, estender o auxílio emergencial de R$ 600, caso seja necessário. Bolsonaro reforçou também que Guedes continua sendo o seu “Posto Ipiranga”.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários