Alcolumbre manifesta ‘repúdio’ e pede afastamento de Roberto Alvim

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), manifestou repúdio às declarações do secretário especial da Cultura, Roberto Alvim. O presidente da República, Jair Bolsonaro, segundo apurou o jornal O Estado de S. Paulo, já decidiu demiti-lo após a polêmica referência ao nazismo em vídeo divulgado nas redes sociais.

“Como primeiro presidente judeu do Congresso Nacional, manifesto veementemente meu total repúdio a essa atitude e peço seu afastamento imediato do cargo”, afirmou Alcolumbre em nota.

Em viagem no interior do Amapá, Alcolumbre relatou ter tido “desprazer” de assistir ao vídeo de Alvim, ao qual classificou como “acintoso, descabido e infeliz pronunciamento de assombrosa inspiração nazista do secretário de Cultura Roberto Alvim, do governo federal.”

A nota de Alcolumbre condenou as referências usadas pelo secretário no discurso. “É totalmente inadmissível, nos tempos atuais, termos representantes com esse tipo de pensamento. E, pior ainda: que se valha do cargo que eventualmente ocupa para explicitar simpatia pela ideologia nazista e, absurdo dos absurdos, repita ideias do ministro da Informação e Propaganda de Adolf Hitler, que infligiu o maior flagelo à humanidade.”

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários