Pesquisa de Nível de Emprego foi encerrada para reduzir custos, diz Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) confirmou nesta quarta-feira, 18, que a decisão de encerrar a Pesquisa de Nível de Emprego, realizada mensalmente desde 1981, tem como objetivo reduzir custos de operação. A entidade informou o fim do levantamento nesta segunda-feira, 16.

Segundo a Fiesp, o comportamento do emprego formal na indústria paulista passará a ser feito por meio da tabulação de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

“A pesquisa de emprego requer revisões periódicas da base amostral, o que implica em custos adicionais para a atualização, ao passo que o Caged contém as informações de todas as empresas e sem custo”, disse, em nota enviada ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Questionada sobre a possibilidade de retomar o levantamento, a entidade respondeu apenas que continuará “gerando informações para a sociedade, seus associados e suporte para sua ação política com a mesma qualidade e precisão de sempre”.

A Pesquisa de Nível de Emprego da Fiesp ouvia todos os meses 3.010 empresas de todos os 22 setores da indústria de São Paulo e apresentava os dados desagregados até as regiões do Estado.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários