Grana e Serra trocam provocações em debate na Rádio Bandeirantes

A troca de provocações marcou o debate entre os candidatos a prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT) e Paulo Serra (PSDB), realizado pela Rádio Bandeirantes, nesta segunda-feira (17). O petista focou no histórico partidário do tucano e também em sua participação na atual gestão. Serra aproveitou as respostas para alfinetar Grana por ter focado o governo apenas para favorecer a sua legenda.

O debate começou com os candidatos respondendo a uma pergunta única sobre a gestão hídrica do município e o destino da Companhia de Saneamento andreense, o Semasa. Paulo Serra afirmou que irá formar uma comissão com técnicos municipais para conversar com a Sabesp sobre a melhor medida a ser tomada. Grana afirmou que apenas continuou o processo jurídico contra a autarquia estadual e chegou a consultar o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para saber sobre um suposto monopólio da Sabesp.

A primeira etapa do debate seguiu com perguntas de candidato para candidato. Serra perguntou sobre combate ao desemprego, Grana criticou o Projeto de Emenda à Constituição (PEC) 241 que limita os gastos do governo federal por 20 anos. Também afirmou confiar no retorno do crescimento das indústrias automobilística e química. Serra afirmou que o PT “quebrou o país” e que por isso era necessário fazer a PEC e afirmou que fará parcerias com empresas para aproveitar o que chamou de banco de currículos.

Candidatos lembraram de atuação durante a atual gestão (Foto: Danilo Gobatto/Rádio Bandeirantes)
Candidatos lembraram de atuação durante a atual gestão (Foto: Danilo Gobatto/Rádio Bandeirantes)

Na sequência, Carlos Grana afirmou sobre o histórico político de Paulo Serra, principalmente pelo tucano supostamente ter dito que foi traído pelo PSDB e depois ter retornado pelo partido. Serra afirmou que deixou o governo Grana (na qual foi secretário de Obras) pelo fato de o atual prefeito ter afastado a gestão da população para entregar ao PT.

As provocações continuaram no segundo bloco, mesmo com perguntas sobre Saúde e combate a corrupção. Grana focou em falar sobre o histórico político de Serra, chamando-o de “político profissional” e de que “pulava de galho em galho”. O tucano relembrava os casos que são investigados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, e chegou a dizer que Grana “esconde” os seus apoiadores.

No terceiro bloco, três perguntas de ouvintes foram escolhidas. O primeiro tema foi a entrega de uniformes escolares. Paulo Serra afirmou que pretende entregar os uniformes no inicio do ano letivo de 2017. Carlos Grana falou sobre seu projeto de criar um cartão para que os país possam ter acesso aos uniformes em uma rede de lojas conveniadas. Os outros dois temas foram o combate a enchentes e a “cracolândia” na região da Fundação Santo André. O bloco final dedicado as considerações finais.

A Rádio Bandeirantes promoverá mais dois debates envolvendo candidatos do ABC. No dia 20, Orlando Morando (PSDB) e Alex Manente (PPS), debatem suas propostas para São Bernardo. E no dia 24, ocorre o encontro dos prefeituráveis de Diadema, Lauro Michels (PV) e Vaguinho (PRB). Ambas ocorrem ás 15h, dentro do programa ‘Rádio Livre’.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários