Aplicativo vai ajudar munícipe a fazer reclamações

Aplicativo para celulares que permite a participação ativa no registro de demandas e reclamações, além de fiscalização dos serviços em execução

A população de São Bernardo ganhou um aplicativo para celulares que permite a participação ativa no registro de demandas e reclamações, além de fiscalização dos serviços em execução. O VcSBC pode ser baixada gratuitamente em smartphones com sistema operacional iOS ou Android. Também pode ser acessado pelo site da Prefeitura – www.saobernardo.sp.gov.br. A tecnologia foi anunciada nesta segunda-feira (15/6) e constitui uma parceria do município com o Instituto TIM.

O VcSBC, que está no ar há cerca de 10 dias, possui três categorias de funcionalidades: a primeira, “Explore”, permite que o usuário observe o mapa da cidade e veja quais pontos tiveram demandas levantadas, com ainda recursos para filtrar quais estão em aberto, em análise técnica ou já foram concluídas. A opção “Solicite” é outro recurso e dá ao usuário o poder de escolher alguma categoria de demanda a levantar em 11 categorias, como Iluminação, Licenciamento e Alvará, Coleta Seletiva, e Cuidado com Animais, selecionar até enviar textos e fotos para detalhar o pedido. O terceiro recurso é “Minha Conta”, que reúne todas as demandas levantadas pelo usuário.

A nova tecnologia traz, ainda, um inventário com as árvores presentes no espaço urbano. O cadastramento traz quais espécies vegetais estão presentes na cidade e em que pontos elas se encontram, além de indicações de quais árvores precisam de cuidados especiais, para que especialistas trabalhem nos cuidados com a arborização da cidade. O VcSBC traz 20 mil árvores identificadas, graças ao mapeamento georreferenciado de 500 km de São Bernardo.

Pioneirismo
A ferramenta foi desenvolvida pelo Instituto TIM sob o nome de ZUP – Zeladoria Urbana Participativa, e pode ser utilizada por qualquer município que se interessar pela iniciativa.

Segundo Mauro Horácio, presidente do Instituto, São Bernardo é a primeira cidade do País a utilizar a ferramenta. “Oferecemos o projeto a diversos municípios, mas aqui foi a primeira a avançar nas negociações e formar um grupo de desenvolvedores no Poder Executivo”, explica. A cidade está à frente de Boa Vista, Maceió, Florianópolis e Rio de Janeiro, as próximas a usarem o sistema. “A partir da próxima semana nós começaremos um diálogo com São Caetano, que também está interessada no projeto”, diz Horácio.

Para o prefeito Luiz Marinho a iniciativa é singela, mas ousada. “É um desafio que vai trazer trabalho para o dia-a-dia e exige coragem. Vamos dar poder à cidade para levantar demandas de manutenção do espaço público”, diz. De acordo com Marinho, os funcionários da Prefeitura serão treinados para trabalhar com o aplicativo e operar nas demandas.
Para Marinho, o uso do aplicativo para facilitar a participação dos cidadãos na manutenção da cidade é mais um passo dado desde a criação do Atende Fácil, em 2010. “A oposição acreditava que estávamos rivalizando com o Poupatempo, administrado pelo governo do Estado, mas na verdade só queríamos otimizar o serviço, fazer os levantamentos da população e esta ir direto para as Pastas responsáveis. Com o aplicativo, seguiremos com a modernização da administração pública”, afirma. Marinho afirma que está aberto para diálogo com outras operadoras de telefonia

Não foram divulgados os valores do investimento para o desenvolvimento e aplicação da ferramenta.
 

Comentários