Especialista diz que Marina vai entrar no eleitorado de Dilma

Se na primeira pesquisa com seu nome aparecendo entre os presidenciáveis, a virtual candidata Marina Silva (PSB) aparece com 21%, na segunda colocação, sem ainda mexer na intenção de votos dos principais concorrentes, o quadro pode mudar nas próximas avaliações. É o que projeta o advogado Alberto Luiz Rollo, especialista em direito eleitoral.

Na avaliação dele, neste momento, Marina canaliza o sentimento de mudança expresso na maior parte do eleitorado que se posicionava como indeciso e entre os nulos e brancos, tanto que esses índices demonstraram queda com o ingresso de Marina no cenário.

“Como ela é mulher, creio que ela também pode duelar diretamente com a presidente Dilma Rousseff e postular o voto feminino”, disse o especialista.

Em 2010, como candidata pelo PV, Marina surpreendeu ao abocanhar mais de 20 milhões de votos. A pesquisa Datafolha, publicada nesta segunda, também coloca Marina numa condição favorável, caso o segundo turno hoje fosse realizado entre ela e Dilma. A socialista teria 47% das intenções de voto contra 43% da atual presidente.

“É uma nova eleição que se inicia. E temos de levar em conta ainda o fator Eduardo Campos. Saberemos nos próximos dias até que ponto irá a comoção das pessoas e se isso se transformará em apoio a Marina”, disse Rollo.

Marina deverá ser oficializada na quarta, embora seu nome já seja dado como certo pela cúpula do PSB.

Rollo e Arthur Rollo estiveram nesta segunda em São Caetano, em uma agenda de cortesia ao prefeito Paulo Pinheiro (PMDB).  

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários