Átila aponta eficiência como legado à frente da Sama

Átila deixou comando da Sama no final de março. Foto: Rodrigo Lima

Depois de 15 meses como superintendente da Sama, Saneamento Básico de Mauá, Átila Jacomussi elege a eficiência na prestação do serviço municipal de água como maior legado ao sucessor Paulo Sérgio Pereira.Entre as conquistas elencadas por Átila estão o fim do problema da falta de água – antes os rompimentos na adutora eram frequentes – e a valorização dos cerca de 180 servidores da autarquia.

Para equacionar a questão dos constantes rompimentos da adutora, Jacomussi destaca que o fator preponderante foi a manutenção do sistema. “Nós trocamos peças que não eram trocadas há mais de 10 anos. Isso foi fundamental para melhorar a qualidade”, afirma.

Atualmente, 98% da cidade conta com a rede de abastecimento de água. “Nós assumimos com cerca de 93%, diz. O que ainda não tem hoje se deve ao fato de serem bairros localizados em área de proteção ambiental e, por isso, não podemos estender a rede. Porém, esses locais recebem de forma alternativa como caminhão pipa”, explica Átila.

Na valorização dos servidores, ele aponta o aumento no valor do vale refeição. “Nós mais que dobramos. Passou de R$ 11 para R$ 25”, disse, ressaltando a troca da frota de veículos e o investimento na aquisição de novas máquinas e equipamentos aos trabalhadores, além da mudança na jornada de trabalho, principalmente para os funcionários com atividade externa, no sistema 12×36.

PAC

Outro ponto citado como fundamental é a obtenção de R$25 milhões, por meio do PAC Saneamento, parceria com o governo federal, que vai possibilitar, entre outros ganhos, a redução da perda de água por conta de vazamentos na rede. “Hoje esse índice é de 40%. Com as obras, que começam em novembro, vamos fazer, em tres anos, que esse índice de perda caia para 23%. É uma vitória nossa junto com o prefeito Donisete Braga. Vamos reformular 70% de todo o sistema de abastecimento graças a verba do PAC”, disse.

O prefeito de Mauá, Donisete Braga, participa nesta sexta (11) às 15h, no gabinete, de coletiva de imprensa para informar sobre o edital de Chamamento Público e Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para realização de estudo de viabilidade relativo à gestão, operação, manutenção e adequação do sistema de abastecimento de água no município de Mauá.

O PMI visa a apresentação de soluções para a Administração Pública com vistas à estruturação de futuro projeto para readequação do sistema de abastecimento de água, de acordo com o estabelecido no Plano Municipal de Saneamento — capítulo Água. O edital define as diretrizes para realização de estudos, tais como área de abrangência, escopo e prazos, entre outros.

Sabesp

Átila ressalta que durante os 15 meses estabeleceu diálogo com a Sabesp. Apesar do bom diálogo, disse que há um equívoco na cobrança feita pela companhia estadual. “Nós instalamos macromedidores para sabermos o tempo e a quantidade de vazão no nosso município e, com 9 dos 12 equipamentos já instalados, já registramos uma diferença de 30% no que entra de água e o que a Sabesp cobra”, comenta.

Política

Átila Jacomussi deixou o comando da Sama para assumir a pré – candidatura a deputado estadual pelo PCdoB no pleito de outubro. Entre as bandeiras a serem defendidas, Átila aponta o transporte como prioridade, por meio da interligação ônibus e trem, ampliação da gratuidade – como existe em São Paulo – para os idosos a partir de 60 anos no transporte coletivo, entre outros.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários