ABC - sexta-feira , 14 de junho de 2024

Boulos sela aliança com PMB, partido pelo qual Weintraub queria sair candidato em SP

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, firmou uma aliança com o Partido da Mulher Brasileira (PMB), ampliando para seis o número de partidos que vão apoiar sua candidatura nas eleições municipais de outubro. O acordo foi anunciado nesta quinta-feira (23/05), em um hotel no bairro de Cerqueira César, na região central da capital paulista.

Conhecido por sua orientação conservadora, o PMB é o partido do ex-ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro (PL), Abraham Weintraub. O ex-ministro havia anunciado sua pré-candidatura à Prefeitura pelo PMB, mas não obteve o apoio da direção do partido. Em 2022, ele concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PMB, mas não foi eleito. No último mês, Weintraub disse que tentaria convencer o partido a lançar seu nome à Prefeitura, mas se não conseguisse, poderia ir à Justiça para lançar uma candidatura avulsa, o que não é permitido pela legislação eleitoral.

Newsletter RD

O anúncio da aliança contou com a participação da presidente nacional do PMB, Suêd Haidar, e de dirigentes dos demais partidos que vão formar a coligação liderada pelo PSOL. Além do PMB, a coligação inclui o PT, PDT, PV, PC do B e Rede.

Durante o evento, Suêd Haidar evitou classificar ideologicamente o PMB, afirmando que o partido atua em prol do “bem dos brasileiros”. “Se o partido é de centro-direita ou de centro-esquerda, isso não importa”, disse Haidar, acrescentando que a sigla também não é feminista, embora lute pela ampliação do espaço da mulher na política.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes