ABC - terça-feira , 18 de junho de 2024

Obra não concluída da Sabesp prejudica passagem de veículos em Santo André


Reclamante diz que a situação persiste desde março deste ano (Foto: Divulgação)

Uma obra aguardada há mais de 30 anos por moradores do Jardim Irene, em Santo André, aconteceu. A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) realizou, em março, a troca dos canos de esgoto dos dois lados do córrego Guarará. Porém, ao finalizar a obra, a companhia arrumou somente uma das ruas utilizadas, deixando o outro lado sem reformas, o que tem prejudicado a passagem de quem utiliza a via.

Sandra Heski, proprietária da empresa Atiwa Indústria e Comercio Ltda., localizada na avenida, relata como tem sido difícil conviver com a situação. “Quando está sol, a poeira fica insuportável. É um cheiro forte de esgoto insuportável. Isso sem contar os dias de chuva, que ali fica um lamaçal completo, atrapalhando os caminhões de saírem da empresa”, relata.

Newsletter RD

A empresária comenta já ter aberto várias reclamações para a Sabesp atender ao pedido, mas até o momento ninguém resolveu o problema. Ao RD, Sandra diz que dois fiscais já foram verificar a situação: o primeiro fiscal informou à reclamante que filmou tudo e informou que a situação precisava ser resolvida com urgência. Já o segundo, segundo a munícipe, “mal olhou para o problema e desdenhou da situação”.

“Quando o caminho pipa da Prefeitura chega na região, ele só vai na parte que a Sabesp arrumou, porque a avenida que a minha empresa está é impossível de entrar. Até quando ficará desse jeito?”, questiona Sandra.

Questionada, a Sabesp informa “que a obra mencionada é referente à construção do Complexo Maurício de Medeiros, sob responsabilidade do município. A Sabesp atua junto à administração municipal no remanejamento de redes e nesta sexta-feira (17/5) fará uma vistoria no local para verificar a situação”.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes