Ribeirão Pires tem dois assassinatos e duas tentativas de homicídio em quatro dias

GCM preserva o local onde o crime aconteceu, dentro da rodoviária, até a realização da perícia. (Foto: Reprodução Viva ABC)

Conhecida por atrair turistas por conta da natureza, atividades esportivas de aventura e  pelo clima de cidade do interior, Ribeirão Pires costumava ter vida mais pacata. Costumava porque em quatro dias registrou dois assassinatos e duas tentativas de homicídio, desafios à estatística criminal. A morte mais recente aconteceu na madrugada desta segunda-feira (26/02) dentro da rodoviária da cidade.

Em 2023, a cidade registrou seis casos de homicídio. Durante todo o ano anterior durante nove meses não foi registrado nenhum assassinato, e os crimes que ocorreram foram nos meses de maio (dois casos), outubro (2) e dezembro (outros 2).

Newsletter RD

A primeira morte aconteceu na quinta-feira (22/02), na rua Tejo, no Jardim Santa Luzia e vitimou um homem de 30 anos. A vítima estaria com um menor de 15 anos quando se desentendeu com um homem ainda não identificado. Esse homem teria atirado na direção dos dois que correram. A vítima foi atingida por pelo menos cinco disparos e caiu em um terreno baldio e morreu. O adolescente conseguiu escapar sem ferimentos. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou em nota, foi solicitada perícia ao local e exames de IML (Instituto Médico Legal) no corpo. O caso foi registrado como homicídio tentado e consumado na Delegacia de Polícia de Ribeirão Pires.

Neste domingo (25/02), outro caso de violência. Um homem de 38 anos ficou ferido após ser baleado na avenida Francisco Monteiro, em Ribeirão Pires. Segundo a SSP, a polícia foi chamada para atender a tiroteio e quando chegaram ao local encontraram um homem baleado no quintal de uma casa. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André. Segundo uma testemunha, os responsáveis pelos disparos seriam dois desconhecidos que ocupavam uma motocicleta. Foi solicitada perícia ao local e o caso registrado como homicídio tentado na Delegacia de Polícia de Ribeirão Pires.

Suspeito preso pela GCM estava em ônibus com destino a Suzano. (Foto: Divulgação)

Na madrugada desta segunda-feira (26/02) outro crime violento; um homem de aproximadamente 60 anos, foi morto dentro do Terminal Rodoviário de Ribeirão Pires. O crime aconteceu durante uma briga a vítima foi derrubada e teve a cabeça levada contra o solo várias vezes, o agressor ainda usou uma pedra para mais uma vez golpear a vítima na cabeça e causando sua morte. Neste caso, um homem foi preso pela GCM (Guarda Civil Municipal) após o sistema de videomonitoramento ajudar a identificar o suspeito que já estava em fuga da cidade.

O suspeito, identificado como Paulo Alexandre David, foi detido dentro de um ônibus com destino a Suzano. Segundo a GCM, o suspeito estava dentro de um ônibus quando foi abordado. Ele não reagiu à ação dos guardas e estava com roupas diferentes das que usava no momento do crime. Questionado pelos guardas sobre o motivo o crime ele não soube explicar e disse que não se lembrava de nada pois estava sob efeito de álcool e outras substâncias.

David foi levado para a Delegacia de Polícia de Ribeirão Pires, onde ficou à disposição da Justiça. As imagens do sistema de videomonitoramento da Rodoviária foram disponibilizadas para ajudar na investigação. As câmeras do entorno da rodoviária mostram que o início da discussão entre autor e vítima. Primeiro o agressor usou um travesseiro para agredir a vítima, isso começou fora do terminal, já dentro do espaço o agressor passou a bater com a cabeça da vítima no chão e depois usou uma pedra. A GCM informou que o rapaz detido já tinha passagens pela polícia.

O RD solicitou uma entrevista com delegado de Ribeirão Pires que pudesse comentar o número de casos violentos dos últimos dias na cidade, mas a SSP disse que a entrevista não seria possível e optou por encaminhar uma nota. “A Secretaria da Segurança Pública analisa de forma permanente a variação no índice de homicídios dolosos, por meio do Sistema SP Vida, que monitora os crimes contra a vida ocorridos no Estado, com o objetivo de facilitar a implementação de políticas públicas mais eficazes e direcionadas. A pasta destaca que o Estado teve em 2023 o menor índice de homicídios dolosos da história. Foram 5,72 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, número 6 vezes menor do que em 2001, pior ano da série histórica. Os primeiros casos são investigados. A equipe da unidade realiza diligências visando o total esclarecimento dos fatos”, diz o comunicado.

Receba notícias do ABC diariamente em seu telefone.
Envie a mensagem “receber” via WhatsApp para o número 11 99927-5496.

Compartilhar nas redes