Plano do BCE de elevar juros depende de dados econômicos, diz Lagarde

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, reiterou nesta terça-feira planos da instituição de elevar juros no próximo mês e em setembro, mas afirmou que o compromisso dependerá do comportamento dos dados econômicos.

Em discurso no Fórum do BCE, na cidade portuguesa de Sintra, Lagarde confirmou que o BCE pretende elevar suas três principais taxas de juros em 25 ponto-base na reunião de política monetária de 21 de julho, num momento em que a inflação da zona do euro atinge níveis recordes em meio à guerra na Ucrânia.

Lagarde afirmou também que um aumento de juros maior será apropriado na reunião de setembro “se a perspectiva de inflação no médio prazo persistir ou se deteriorar”. Para depois de setembro, Lagarde previu uma trajetória “gradual, mas sustentada” de mais aumentos de juros.

Lagarde confirmou ainda que o BCE decidiu acelerar o desenvolvimento de um instrumento para lidar com a chamada “fragmentação” na zona do euro, referindo-se às divergências nos custos de empréstimos de países que integram o bloco. “O novo instrumento terá de ser eficaz, proporcional e conter salvaguardas suficientes para preservar (…) uma política fiscal sólida”, disse.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99237-9717 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários