Partido de Boris Johnson sofre derrotas em eleições locais em Londres

O Partido Conservador, do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, sofreu derrotas nas eleições locais dos poucos bastiões da legenda em Londres, de acordo com resultados preliminares que devem pressionar o premiê ainda mais em meio a escândalos de ética e piora das perspectivas econômicas.

A votação realizada na quinta-feira, 5/5, para milhares de assentos em mais de 200 conselhos locais decidiu quem supervisionará atividades corriqueiras como coleta de lixo e o conserto de buracos, mas também foi um importante barômetro da opinião pública antes da próxima eleição nacional do Reino Unido, que deve ser realizada até 2024.

O Partido Trabalhista de oposição de centro-esquerda, que está fora do poder nacional desde 2010, ganhou o controle de Wandsworth, Barnet e Westminster, três bairros de Londres há muito controlados pelos conservadores.

O partido de Johnson também perdeu terreno para os liberais democratas centristas em bastiões conservadores no sul da Inglaterra, onde muitos eleitores de classe média se opõem ao Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia – uma causa defendida por Johnson. Há ainda insatisfação em relação à quebra de regras sanitárias pelo primeiro-ministro e denúncias de má conduta sexual contra autoridades da legenda.

Com algum conforto para os conservadores, os trabalhistas não obtiveram grandes ganhos fora da capital, especialmente na classe trabalhadora do norte da Inglaterra – áreas que Johnson conquistou com sucesso nas eleições de 2019 com promessas de melhorar as economias e oportunidades locais, após a saída do Reino Unido da União Europeia.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários