Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Londres recua com petroleiras

Os mercados acionários da Europa fecharam na maioria com ganhos nesta segunda-feira, 28/3, mas Londres terminou por recuar, em dia de forte queda no setor de petróleo. Investidores continuaram a monitorar a guerra na Ucrânia e seus impactos, em dia de agenda esvaziada. Papéis de bancos em geral se saíram bem, apoiados pela alta dos retornos dos bônus europeus e também dos Treasuries.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,14%, em 454,17 pontos.

Há expectativa pela retomada de conversas entre Rússia e Ucrânia, a partir desta terça-feira. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, sinalizou que pode ceder em alguns pontos, mas também cobrava uma reunião direta com o líder russo, Vladimir Putin, para buscar a paz.

Nesta segunda-feira, a Organização das Nações Unidas fez um apelo por um “cessar-fogo humanitário urgente” para permitir “negociações sérias” entre as partes, além de alertar para os efeitos em outros países, como o maior risco de fome, com problemas na exportação de alguns alimentos, como o trigo, e também o impulso na inflação.

O quadro nos preços eleva a pressão por aperto monetário pelo mundo. A expectativa por altas de juros adiante tende a levar para cima os retornos dos bônus. Na Europa, o juro do bônus de 10 anos do Reino Unido bateu nesta segunda-feira máxima em 6 anos, enquanto os retornos dos Treasuries nos EUA seguem em trajetória em geral de alta recente.

Esse movimento dos retornos tende a beneficiar ações do setor financeiro. Nesta segunda-feira, Intesa Sanpaolo ganhou 0,57% em Milão, Commerzbank avançou 1,44% em Frankfurt, Banco de Sabadell teve alta de 2,21% e Santander ganhou 0,75%, em Milão, enquanto em Paris o papel do Société Générale teve alta de 1,03%.

Barclays, porém, recuou 4,08% em Londres, após o banco informar que estava comprando uma série de notas estruturadas, com prejuízo de cerca de 450 milhões de libras (US$ 591 milhões), após vender demais esse instrumento. O banco diz que revisava a questão internamente e que reguladores também estão avaliando o caso. As notas estruturadas são um tipo de instrumento de dívida vinculado a uma referência, como o índice S&P 500 ou o petróleo.

No setor de energia, Eni caiu 1,43% em Milão, Repsol cedeu 2,14% em Madri e BP teve baixa de 2,76% na capital do Reino Unido.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,14%, em 7.473,14 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,78%, a 14.417,37 pontos.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, subiu 0,54%, para 6.589,11 pontos.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB registrou ganho de 0,63%, a 24.712,60 pontos.

Em Madri, o índice Ibex 35 avançou 0,42%, a 8.365,60 pontos.

Em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,96%, a 5.904,99 pontos.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários