Japão anuncia sanções contra BC da Rússia e presidente de Belarus

O Japão informou nesta segunda-feira, 28, que implementará sanções contra o Banco Central da Rússia e também o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko. O premiê japonês, Fumio Kishida, revelou a rodada mais recente de punições após falar ao telefone com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Mais cedo, o Japão havia dito que imporia sanções contra bancos russos e alguns indivíduos do país, entre eles o presidente Vladimir Putin. Kishida não deu, porém, detalhes sobre as sanções mais recentes.

O BC russo informou no ano passado que possuía, em 30 de junho, cerca de 10% de suas reservas cambiais e ativos em ouro localizados no Japão.

Tóquio ainda decidiu impor sanções sobre entidades de Belarus e indivíduos, entre eles Lukashenko, e restringe exportações ao país pela ajuda dele à invasão russa na Ucrânia, disse Kishida. Segundo ele, Zelensky agradeceu o Japão pelo apoio.

Kishida disse que ele se unirá ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e a outros líderes aliados dos americanos para discutir sanções contra a Rússia, em telefonema marcado para o fim da manhã da segunda-feira, na hora de Washington.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários