Relatório do Parlamento Europeu sugere criação de sistema contra desinformação

O Parlamento Europeu divulgou, nesta terça-feira (25/01), um relatório com uma série de recomendações para que a União Europeia fortaleça o combate às informações falsas. Elaborado por 18 parlamentares do Comitê Especial de Interferência Estrangeira (Inge, na sigla em inglês), o documento sugere a criação de um sistema de sanções contra atores que se engajam em campanhas de desinformação.

Os eurodeputados sugerem que o bloco endureça as regras para as redes sociais, que costumam servir de veículos para interferências estrangeiras.

Também diz que a UE deve fornecer alternativas de financiamento alternativas ao investimento chinês, usado como instrumento de geopolítico.

Ainda de acordo com o relatório, o público e autoridades da UE desconhecem “a ameaça severa” causada por “regimes estrangeiros autocráticos, particularmente Rússia e China”.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários