EUA deixam centenas de soldados de prontidão para eventual envio ao Leste Europeu

O Pentágono determinou que centenas de militares dos Estados Unidos fiquem de prontidão para eventual envio ao Leste Europeu, em meio a tensões por causa da presença da Rússia perto da fronteira da Ucrânia. O fato representa uma escalada na direção do envolvimento militar americano, segundo funcionários dos EUA. As fontes disseram que as “ordens de se preparar para envio” foram emitidas para tropas sediadas em várias bases dos EUA.

O Pentágono não informou em quais circunstâncias pode enviar tropas, mas funcionários afirmaram que isso poderia enviar um sinal à Rússia de que os EUA reforçariam rapidamente as defesas dos aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), caso ocorra uma incursão russa na Ucrânia.

As tropas poderiam também ficar a postos caso os EUA decidam retirar dezenas de milhares de americanos que atualmente vivem na Ucrânia, disseram as fontes.

As forças não serão autorizadas a entrar na Ucrânia, disseram os funcionários americanos, mas poderiam ser usadas como apoio para qualquer contingência. Muitas delas precisam estar preparadas para se mobilizar dentro de 18 a 36 horas, segundo eles.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários