Pai diz que Djokovic está sendo ‘pisoteado e crucificado’ na Austrália

A família de Novak Djokovic elevou o tom das críticas ao governo australiano nesta quinta-feira. Conhecido pelas declarações polêmicas, o pai do tenista sérvio, Srdjan Djokovic, disse que o número 1 do mundo está sendo “pisoteado” e “crucificado” e que a situação é também uma agressão ao povo sérvio.

“Novak é a Sérvia e a Sérvia é Novak. Estão pisoteando Novak e, ao mesmo tempo, pisoteando na Sérvia e no povo sérvio”, declarou Srdjan. “Eles crucificaram Jesus e agora estão tentando crucificar Novak da mesma forma, forçando ele a ficar de joelhos. Eles levaram todas as suas coisas e sua carteira. Ele é um prisioneiro.”

Djokovic desembarcou na Austrália na quarta-feira para disputar o Aberto da Austrália, a partir do dia 17. Mas foi barrado no aeroporto por conta de falta de informações em seu visto. Reconhecido por ser contra a vacinação contra a covid-19, o tenista pediu e obteve uma “permissão médica especial” para poder entrar e competir no país, mesmo sem apresentar comprovante de vacinação completa.

Mas, ao desembarcar em Melbourne, não conseguiu comprovar a necessidade da permissão especial, que atende pessoas que não tomaram o imunizante para não piorar um quadro clínico grave causado por outra doença ou porque apresentaram reação grave na primeira dose ou ainda porque tiveram covid-19 nos últimos seis meses.

Barrado, o número 1 do mundo passou a madrugada de quinta no aeroporto, até ser deslocado a um hotel especial, reservado a refugiados. Ele permanecerá no local até ter seu caso analisado por um juiz federal, na segunda-feira.

Insatisfeitos com a situação, os familiares de Djokovic vieram a público nesta quinta para criticar o tratamento que o filho está recebendo na Austrália. Enveredando por questões políticas, o pai do tenista diz que o líder do ranking foi barrado por ser sérvio e criticou o “ocidente”, em referência ao bombardeio feito pela OTAN na Sérvia, em 1999, no contexto do conflito contra a província de Kosovo, que buscava sua independência.

Para os familiares, Djokovic está sendo tratado como um criminoso. “Meu irmão não é um criminoso, é um atleta. Ele não violou nenhum protocolo, tinha documentação igual aos tenistas que entraram no país. Quando chegou à Austrália sofreu um grande ataque diplomático”, disse o irmão do tenista, Djordje.

“Ele foi interrogado por funcionários oficiais da área da fronteira. Durante os primeiros 45 minutos, pôde se comunicar com a família e, em seguida, seu telefone foi retirado e não pudemos entrar em contato com ele por três horas e meia. E aí tomaram a decisão de tirar seu visto e de que não poderia defender o seu título e estabelecer um recorde.”

Atual campeão do Aberto da Austrália, Djokovic tinha por objetivo alcançar o seu 21º título de Grand Slam da carreira, o que seria um novo recorde na história do tênis. Atualmente o sérvio divide essa marca com o suíço Roger Federer e com o espanhol Rafael Nadal, ambos também donos de 20 troféus de Slam.

De acordo com o irmão de Djokovic, o tenista corre o risco de ser banido do torneio pelos próximos três anos. “A última notícia que temos é que o tribunal ordenou às autoridades que não o deportassem até segunda-feira. Imediatamente depois, ele descobriu que eles não permitiriam que ele entrasse na Austrália nos próximos três anos.”

A mãe do tenista, Dijana Djokovic, reclamou do hotel onde o tenista está hospedado desde o início desta quinta. “Ele está preso, isso não é justo, não é humano. A acomodação é horrível. É um pequeno hotel para refugiados, com percevejos. É sujo, a comida é péssima e não dão a oportunidade de se mudar para uma casa que já está alugada”, criticou.

Desde que foi transferido para o The Park Hotel, no subúrbio de Melbourne, Djokovic atraiu um pequeno protesto nas redondezas. Sérvios e fãs apareceram diante do hotel, portando bandeiras e velas, em sinal de vigília pelo tenista.

O hotel é considerado de bom nível, com 107 quartos, todos com ar-condicionado. E aparece na 105ª posição entre 170 hospedagens em Melbourne listadas pelo site Tripadvisor, referência na área de turismo.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários