Bolsonaro nomeia cunhada de Beto Richa ministra do TST

O presidente Jair Bolsonaro (PL) nomeou a desembargadora Morgana de Almeida Richa, cunhada do ex-governador paranaense Beto Richa (PSDB), como ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A decisão foi publicada nesta segunda-feira, 13, no Diário Oficial da União (DOU).

A indicação, feita pelo presidente em novembro, precisou passar pelo crivo do Senado Federal antes de ser formalizada. A magistrada foi sabatinada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa Legislativa no mês passado.

Até aqui, Morgana trabalhava como desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 9.ª Região, em Curitiba. Ela vai ocupar a cadeira do ministro Walmir Oliveira da Costa, que morreu em abril por complicações da covid-19. A magistrada foi a mais votada na lista tríplice preparada pelo TST para a vaga.

Morgana é casada com José Richa Filho, o Pepe Richa, ex-secretário de Logística e Transportes do irmão. Em 2018, eles dois foram alvo da Operação Rádio Patrulha, que investigou suspeitas de propina de empreiteiras em contratos para manutenção de estradas rurais no Paraná. Ambos negam irregularidades.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários