Miltão, pai de Ayrton Senna, morre aos 94 anos, em São Paulo

Perfil oficial de Senna publicou homenagem a Milton nos stories do Instagram (Foto: Instagram/@oficialayrtonsenna)

Milton Guirado Theodoro da Silva, pai de Ayrton Senna, morreu de causas naturais, nesta quarta-feira, aos 94 anos, em São Paulo. Miltão, como era chamado por familiares e amigos, era casado com Neyde Joanna Senna. O casal teve mais dois filhos: Viviane e Leonardo.

A morte do pai do tricampeão mundial de Fórmula 1 foi anunciada em uma publicação no perfil oficial do ex-piloto – morto em um acidente em Imola, Itália, em 1994 – em uma rede social.

Dono de uma empresa metalúrgica, Milton acompanhou intensamente a carreira de Senna no automobilismo, desde o kart até a Fórmula 1. Sua presença era constante nas corridas em todas as temporadas, mas teve poucas aparições públicas.

Uma das poucas vezes em que foi fotografado ao lado do filho piloto foi após a vitória no GP do Brasil de 1991, em Interlagos, quando Senna terminou a prova apenas com a sexta marcha de sua McLaren. O espetacular feito fez Miltão esquecer as câmeras, dar um beijo e um longo abraço no vencedor da corrida.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários