Na Nicarágua, polícia prende sétimo candidato à presidência

A polícia da Nicarágua colocou sob prisão domiciliar neste sábado, dia 24, o sétimo candidato à presidência do país. Dessa forma, quase todos os que poderiam desafiar o presidente Daniel Ortega nas eleições de 7 de novembro foram detidos. O líder da oposição, Noel Vidaurre, foi colocado sob custódia policial em sua casa neste sábado, assim como o comentarista político Jaime Arellano. Arellano havia sido chamado para um questionamento por causa de um comentário que ele escreveu criticando um discurso de Ortega.

Outros seis potenciais candidatos foram presos, um movimento que começou há quase dois meses. Jornalistas e ativistas de oposição também foram detidos. Quase todos foram presos por leis de “traição” que Ortega usou contra rivais políticos. A maioria enfrenta alegações vagas de crimes contra o Estado. Ortega alega que os protestos de rua em abril de 2018 foram parte de uma tentativa de golpe com financiamento estrangeiro. Fonte: Associated Press.

Comentários