Moradores começam a voltar para casa após rompimento de barragem no Ceará

Parte dos moradores de Jati (CE), na região do Cariri, afetados pelo rompimento na estrutura da barragem que recebe águas da transposição do Rio São Francisco, já está voltando para suas casas. Cerca de 2 mil moradores tiveram que deixar suas residências na noite de sexta-feira, 21, quando a estrutura rompeu, causando grande vazamento de água na região.

O dentista, Thobias Linhares, morador do município, comenta que após o rompimento foi possível ouvir o grande barulho da água. “Na hora que rompeu não deu para ouvir, só depois que começou a jorrar água. Quando a sirene começou a alertar a população do perigo, todo mundo ficou muito aflito. Muita correria, as pessoas abandonando suas casas”, conta. Agora, segundo Linhares, as famílias já foram avisadas que está tudo sob controle. “Ouvi falar que já está tudo resolvido, que não há ameaça de rompimento da barragem e já estão liberando as pessoas para voltar para suas casas”.

De acordo com o Coronel Holanda, comandante do Corpo de Bombeiros e coordenador geral da defesa civil do Ceará, a situação atual está sob controle. “Estamos fazendo uma triagem seletiva com os moradores. Os que não puderem voltar para casa permanecem na residência de familiares ou em prédios públicos do município. O governo está dando todo o suporte para a população”, reforça.

O comandante comentou ainda que todo o maquinário já está no local para dar início ao plano de ação para a reconstrução da estrutura que se rompeu. O governador do Estado, Camilo Santana, está em Jati acompanhando a situação.

A barragem faz parte do trecho 1 (Jati-Cariús) do chamado Cinturão das Águas do Ceará. Na quinta-feira, 21, o Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, foi à Jati acionar as comportas para permitir a passagem das águas.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários