Esposa de policial que assassinou George Floyd pede divórcio, diz CNN

Um dos advogados de Kellie Chauvin, esposa do policial Derek Chauvin, abriu um processo de divórcio, de acordo com um comunicado do escritório de direito da família, informou a CNN americana. Na sexta-feira, 29, o agente foi preso e acusado de homicídio culposo pela morte de George Floyd, em Minneapolis, nos Estados Unidos.

“Hoje à noite conversei com Kellie Chauvin e sua família. Ela está arrasada com a morte de Floyd e sua maior consternação está com sua família, com seus entes queridos e com todos que estão sofrendo com essa tragédia. Ela pediu a dissolução de seu casamento com Derek Chauvin”, afirmou o comunicado.

Ainda segundo o advogado, embora Chauvin não tenha filhos de seu casamento atual, Kellie pediu respeitosamente que os filhos dela, seus pais idosos e sua família recebam segurança e privacidade “durante esse período difícil”.

Derek Chauvin foi preso na sexta-feira e acusado de assassinato em terceiro grau de morte imprudente pela morte de George Floyd. Segundo a legislação do Estado de Minnesota, o assassinato de terceiro grau é aquele em que a morte é causada de maneira não intencional, por um ato eminentemente perigoso. A pena para o crime é de até 25 anos de prisão.

O policial aparece em um vídeo ajoelhando sobre o pescoço de Floyd, que está algemado e morre após a abordagem.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários