A empresários, Maia reforça necessidade de isolamento

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a defender o isolamento durante o período de crise provocado pelo surto do novo coronavírus. Em evento com empresários do grupo Lide, ele citou o exemplo da Itália e falou em “tragédia” semelhante ao país europeu caso haja uma recomendação contra a quarentena. “Liberar agora vai ser uma tragédia”, afirmou.

“O que vimos em países em que o isolamento acabou rápido foi uma tragédia. Vamos rezar para que a população brasileira tenha um nível de resistência maior que a de outros países”, disse.

Maia destacou a necessidade de evitar o colapso do sistema de saúde. Ele demonstrou preocupação com as classes sociais menos favorecidas, que enfrentam dificuldades de manter o isolamento em residências com muitas pessoas.

Durante a conversa, empresários reclamaram da falta de agilidade do governo. Para Maia, é preciso união dos poderes públicos. “Nesse momento de crise, é ruim atropelar o outro”, comentou. Ele sugeriu uma conversa entre as lideranças políticas do País.

“Vamos sentar todos numa mesa, presidentes dos três Poderes, talvez um governador por região, para que a gente possa abrir um diálogo e construir algo com o que nos une e não com o que nos divide” afirmou.

O presidente da Câmara comentou ainda medida recente do governo de garantir empréstimos para pequenas empresas. A decisão foi considerada boa, mas “tímida”, segundo Maia, que defendeu quantia maior para financiar os salários de médias e pequenas empresas.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários