Curva de juros segue inclinada com pressão de dólar forte e tensão no exterior

Os juros futuros operam em leve alta na manhã desta sexta-feira, 21, sob a influência do dólar forte em dia de exterior tenso e de modo acentuado entre os mais longos, dando continuidade à inclinação da curva de juros. Os mais longos subiam cerca de 5 pontos-base mais cedi, enquanto nos bem curtos a alta era de 1 ponto. O resultado do setor externo não teve efeito imediato nas taxas.

Às 9h35, o taxa de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,20%, de 4,19%. O DI para janeiro de 2022 subia a 4,70%, na máxima, de 4,67% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2023 subia a 5,26%, de 5,22%, enquanto o DI para janeiro de 2025 avançava para 6,05%, de 6,00% no ajuste de quinta-feira.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários