Fluxo cambial total em setembro até dia 6 é negativo em US$ 1,591 bi

Depois de encerrar agosto com saídas líquidas de US$ 4,317 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 1,591 bilhão em setembro até o dia 6, informou o Banco Central. O período corresponde à primeira semana do mês.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 1,744 bilhão. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 9,386 bilhões e de retiradas no total de US$ 11,130 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de setembro até o dia 6 é positivo em US$ 153 milhões, com importações de US$ 2,969 bilhões e exportações de US$ 3,122 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 542 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 902 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 1,678 bilhão em outras entradas.

No ano

O fluxo cambial do ano até 6 de setembro ficou negativo em US$ 8,117 bilhões. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 23,303 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 6 de setembro foi de US$ 22,022 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 376,896 bilhões e de envios no total de US$ 399,008 bilhões.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 6 de setembro ficou positivo em US$ 13,905 bilhões, com importações de US$ 116,028 bilhões e exportações de US$ 129,932 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 23,005 bilhões em ACC, US$ 33,632 bilhões em PA e US$ 73,296 bilhões em outras entradas.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários