Escola Vereda expande e inaugura dia 4 unidade em São Bernardo

Dia 4 de setembro São Bernardo ganha mais uma opção de ensino na cidade, um novo campus da unidade da Escola Vereda na região. A inauguração faz parte do plano de expansão da instituição – atualmente com unidade em Santo André desde 2017. O anúncio foi feito pelo presidente da escola, Danilo Costa, nesta sexta-feira (30/8) em entrevista ao canal RDtv.

A escola-modelo de período integral oferecerá ao menos duas mil novas vagas para alunos de seis a 17 anos (ensino fundamental I e II, e ensino médio) e se instalará no antigo prédio do Colégio Interação Americana (CIAM), na rua Odeon, 150, atrás do Terminal Ferrazópolis. Embora efetivamente as aulas iniciem somente em fevereiro do próximo ano, já em setembro a escola realizará o encontro portas abertas para recepcionar pais e alunos.

Com período integral em todos os anos, a escola aposta em infraestrutura diferenciada e garante padrão de qualidade no ensino com aulas de design, empreendedorismo e programação. “Nossa proposta é mudar a realidade da educação brasileira e apresentar grade pedagógica com padrão internacional de qualidade e a preço justo”, afirma o presidente Danilo Costa. Na instituição é possível encontrar vagas a partir de R$ 600 mensais.

Na metodologia de ensino, a tecnologia também faz parte do dia-a-dia dos estudantes. “Utilizamos Ipads para auxiliar no ensino e aprendizagem dos estudantes”, explica a diretora da unidade de Santo André, Luiza Zamarela. Para o próximo ano, um dos planejamentos é inserir na grade curricular a programação curricular. “Além do conteúdo básico, somos embasados em habilidades para conseguir desenvolvê-las no mercado de trabalho e na vida pessoal”, acrescenta. Luiza é graduada em Sistemas de Informação e Pedagogia, com especialização em Gestão Educacional e Práticas Pedagógicas, mestre em Administração com foco em inovação e tem MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas.

Já a estrutura da nova unidade conta com piscina semi olímpica, ginásios poliesportivos, pátios e estrutura industrial de cozinha, refeitório, salão e salas de tecnologia homologadas pela Microsoft, Apple e Samsung. “O mais importante de tudo é poder transformar todos esses espaços em locais de aprendizagem, conseguir capacitar e motivar o corpo docente a utilização de todos os recursos, de formas diferentes, com os alunos”, acrescenta Danilo Costa, filho de jornalistas e graduado em Direito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Unidade de Santo André (Foto: Divulgação)

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários